i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Câmbio

Dólar cai 0,20% ante o real, com realização de lucros

Desde que o Federal Reserve, banco central norte-americano, sinalizou em maio que pode reduzir seu programa de estímulo, houve forte valorização do dólar

  • PorReuters
  • 06/08/2013 15:18

O dólar fechou em leve queda ante o real após mais um pregão marcado por baixo volume, com investidores embolsando lucros da sessão anterior, quando a divisa norte-americana avançou para o maior nível no fechamento em mais de quatro anos e acima de R$ 2,30. A moeda norte-americana recuou 0,20%, para R$ 2,2990 reais na venda, após tocar R$ 2,3087 reais na máxima do dia e R$ 2,2880 na mínima. Na véspera, o dólar subiu 0,68%, a R$ 2,3035.

"Temos visto um mercado em que qualquer fator, qualquer especulação, gera movimento (na cotação)", disse o operador de câmbio da B&T Corretora Marcos Trabbold.

Desde que o Federal Reserve, banco central norte-americano, sinalizou em maio que pode reduzir seu programa de estímulo, houve forte valorização do dólar e o volume nos mercados de câmbio têm sido menores. Nesta sessão, o giro financeiro ficou em torno de 2 bilhões de dólares, segundo dados da BM&F.

Ao reduzir seu programa de compra de ativos, que hoje está em 85 bilhões de dólares ao mês, o Fed também acabará afetando a liquidez internacional, diminuindo a oferta de dólares.

Segundo analistas, especialmente à tarde, o volume das operações ficou ainda menor, ampliando o impacto das operações de realização de lucro. "O pessoal está realizando um pouco de lucro no (mercado) futuro", afirmou o diretor-executivo da NGO Corretora, Sidnei Nehme.

No mercado futuro, que tem impacto nas negociações à vista, o contrato de dólar com entrega para setembro de 2013, um dos mais negociados da sessão, registrava queda de 0,41 por cento, a 2,310 reais às 17h23. Economistas ressaltavam, entretanto, que a tendência no médio prazo ainda é de fortalecimento da divisa dos Estados Unidos, diante das incertezas sobre os próximos passos do Fed e a insegurança em relação à economia doméstica.

"É inevitável que o Fed inicie neste ano a redução do programa de compra de títulos e, portanto, isso deve favorecer a valorização do dólar. Além disso, a economia brasileira também não está num momento bom, está tendo dificuldades para ganhar força", afirmou o estrategista-chefe do banco Mizuho, Luciano Rostagno.

Com a atividade doméstica sem conseguir se recuperar melhor, os investidores estrangeiros tendem a buscar novas alternativas de aplicações e, muitas vezes, fora do país, retirando dólares no mercado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.