i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Tendência

Ecossistema de negócios: a nova maneira de enxergar o mundo corporativo

Termo usado na biologia para definir a relação entre os seres vivos e o meio ambiente passou a representar as interações entre empresas, clientes e o mercado

  • PorJéssica Sant’Ana
  • 16/12/2016 20:45
 | /
| Foto: /

No início de novembro deste ano, no Gartner Symposium, em Barcelona, o vice-presidente da Gartner, Mark Raskino, disse: “Todas as empresas vão competir como parte de um ecossistema de negócios”. E completou: “Os ecossistemas de negócio não são apenas para empresas digitais ou companhias de grande porte”.

Acompanhe a Gazeta do Povo no LinkedIn

Enxergar o mundo dos negócios como um ecossistema é o novo lugar-comum no universo no corporativo. O termo usado na biologia para definir a relação entre os seres vivos e o meio ambiente passou a representar as interações entres empresas, fornecedores, concorrentes, clientes e governo para criação de valor. E não foi à toa.

A partir da década de 1990, as empresas perceberam que não possuíam todo o conhecimento e a tecnologia necessária para continuar inovando na velocidade que o consumidor deseja. Com isso, começaram a se relacionar com pequenas empresas, fornecedores, concorrentes, clientes, instituições de ensino e governo para desenvolver produtos e serviços e incorporar novas inovações que são criadas.

Essa relação de cooperação e dependência fez o termo ecossistema cair como uma luva para descrever a forma como o mundo corporativo passou a se organizar. Hoje, a palavra até caiu no modismo, pois há ecossistema de tudo: empreendedor, de startups, de inovação, de empresas de tecnologia, entre outros.

Derivações à parte, olhar para as relações de mercado como um ecossistema e encontrar o seu papel virou etapa fundamental para quem quer crescer, seja pequena ou grande empresa. “Toda empresa está inserida em um ecossistema que afeta os seus negócios. Ela pode não saber e não participar ativamente”, explica o professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP) Leonardo Gomes.

Um ecossistema pode surgir tanto a partir de uma inovação ou tecnologia quanto de um setor de mercado. Normalmente, grandes empresas puxam a formação do ecossistema e atuam como atores principais, fomentando a participação dos demais negócios. A gestão do ecossistema, porém, acontece de maneira natural, assim com na biologia. É o próprio mercado que vai evoluindo e impulsionando a ação dos atores.

Um exemplo de ecossistema criado a partir de uma inovação é a música digital. Com o lançamento do Ipod em outubro de 2001, a Apple revolucionou o cenário da música digital e criou um novo ecossistema. Vieram desde as empresas que fazem acessórios para o Ipod até as produtoras que licenciam música via Itunes. Os artistas e consumidores também mudaram a maneira de consumir e produzir música e novos concorrentes surgiram usando a mesma tecnologia. Todos atuando em prol de impulsionar a música digital.

Mas não são somente novas tecnologias e inovações que derivam ecossistema de negócios. No Brasil, por exemplo, o consumo de cerveja artesanal está fazendo surgir uma série de negócios que têm como objetivo difundir a cultura cervejeira e criar valor através do consumo do produto. É o caso das microcervejarias, das microesmalterias, das escolas para cervejeiros e de rotas de destinos turísticos.

Encontrar o seu ecossistema virou prioridade entre as pequenas e as grandes empresas

Encontrar o seu ecossistema de negócio e descobrir qual a sua função dentro dele virou prioridades entre as empresas. A Natura, por exemplo, mapeou todas as organizações com as quais se relaciona em atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação. Foram encontrados 298 atores e traçadas estratégias organizacionais a partir das oportunidades mapeadas no ecossistema.

Segundo o professor da USP Leonardo Gomes, o primeiro passo para identificar o seu ecossistema é pensar no objetivo principal da empresa: se participar de um processo de inovação ou de criar valor a partir de um setor de mercado ou de uma inovação já existente. Depois, descobrir de quem ela depende para criar valor ou para capturar valor. A última etapa seria identificar as regras invisíveis do ecossistema e ver como ela pode estar inserida.

Gomes afirma que as empresas brasileiras têm dificuldade de identificar qual é o seu ecossistema porque são resistentes à ideia de que dependem de terceiros para crescer. “E quando percebem que não conseguem fazer tudo sozinhas, acham que cooperar com outros atores é negativo”, diz o especialista em inovação.

Para as grandes empresas, estar inserida em um ecossistema permite que a organização inove mais rápido e com menos custos enquanto o mercado se desenvolve. “Ela passa a focar no seu core business e usa a competência de terceiros para inovar”, diz Gomes. Por outro lado, alerta o especialista, a deixa mais vulnerável à competição.

Já para os pequenos negócios a vantagem está em ter acesso a recursos dos quais não possuem. “Imagine uma desenvolvedora de aplicativos. Colocando o app no sistema IOS, da Apple, ela consegue atingir toda a gama de clientes do IOS”, explica Gomes. A desvantagem está em ter que seguir as regras dos atores mais influentes do sistema.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.