i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Aviação

“Guerra” a bordo: o “jeitinho” das aéreas para cobrar pela bagagem de mão

  • PorCélio Martins
  • 15/02/2020 14:48
Passageira segura bagagem de mão enquanto aguarda por avião em sala de embarque.
As bagagens de mão passaram a ser cobradas por algumas companhias.| Foto: Bigstock

Em dezembro de 2016, uma resolução da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) permitiu que as empresas aéreas rapidamente passassem a cobrar pela bagagens despachadas. Até então, os passageiros podiam despachar gratuitamente malas de até 23 kg em voos nacionais e de até 32 kg em destinos internacionais. A medida causou polêmica e no ano passado, depois de idas e vindas, parlamentares incluíram a volta da gratuidade das bagagens despachadas na medida provisória (MP 863/2018), que ampliou a participação do capital estrangeiro na composição das companhias áreas nacionais. Mas a gratuidade esbarrou no presidente Jair Bolsonaro, que vetou a medida. Na sequência, o veto foi mantido pelo Congresso, o que permitiu às empresas continuar cobrando pelo despacho.

Agora, mais de três anos depois da resolução da Anac, uma nova cobrança por bagagem começa a ser praticada por algumas companhias, especialmente empresas que operam com tarifas de baixo custo, as chamadas low-cost. Algumas dessas companhias, como Norwegian, JetSmart, Sky Airline e Flybondi, passaram a classificar em dois tipos a bagagem que o passageiro pode levar consigo: a "bagagem de mão" e a "bagagem de cabine".

A diferença entre as bagagens de mão

Pelas regras adotadas por essas companhias, a "bagagem de mão" pode ser levada sem custo, desde que caiba embaixo do assento. Já a "bagagem de cabine", levada no compartimento superior, tem custo adicional.

Em seu site, a JetSmart diz que só é permitida a entrada de uma bagagem de mão por passageiro. “Se você deseja levar uma segunda bagagem de mão, esta deve ser levada e cobrada como bagagem de cabine”, esclarece. A empresa cobra de 7,9 mil pesos chilenos (cerca de R$ 43) a 25 mil pesos chilenos (R$ 137) pela bagagem de cabine, dependendo do momento da contratação – se durante a compra da passagem ou no portão de embarque.

A Norwegian publicou um comunicado esclarecendo as mudanças adotadas pela companhia nas regras referentes à bagagem de mão. A empresa estabeleceu que quem compra bilhete do tipo "LowFare" tem direito somente a uma bagagem debaixo do assento, enquanto que os bilhetes "LowFare+" dão direito a uma bagagem debaixo do assento e outra no compartimento acima dos assentos, desde que, combinadas, não ultrapassem 10 kg.

A Sky Airline também diferencia as bagagens que podem ser levadas com o passageiro. A empresa classifica como “bagagem de mão” e “bolsa de mão”, sendo que esta última não tem custo. Já a Flybondi, estabeleceu que bagagens de mão com até 6 kg – uma mochila ou uma bolsa – devem ser colocadas sob o assento e não terão custo, enquanto que bagagens de cabine (carry-on), com até 10 kg, terão custo adicional.

Órgãos de defesa do consumidor reagem

Insatisfeitos, consumidores procuraram canais de defesa do consumidor para reclamar. No último dia 6, o Procon de São Paulo notificou as companhias aéreas Flybondi, JetSmart e Sky Airline por impor aos passageiros que paguem uma taxa extra para usar o bagageiro localizado acima dos assentos dos aviões. O órgão pediu às empresas que informem como é feita a comunicação dessa cobrança aos clientes e em quais condições será cumprido o direito de transporte de bagagem com no mínimo dez quilos, conforme previsto pela resolução 400 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O Ministério Público Federal (MPF), após ter enviado ofício a Anac cobrando esclarecimentos, decidiu instaurar um procedimento administrativo para investigar e acompanhar a suposta cobrança de bagagem de mão pela companhias aéreas.

“Nossa preocupação é que essa experiência comece com algumas empresas com tarifas de baixo custo e daqui a pouco todas as empresas passem a cobrar”, diz a procuradora Mariane Mello, coordenadora do GT Consumidor da 3ª Câmara (Ordem Econômica e Consumidor) da Procuradoria Geral da República (PGR).

Para a procuradora, essa medida é coercitiva e abusiva. “Tirar do consumidor o conforto de ter onde colocar o pé é aviltante. O Código de Defesa do Consumidor reconhece o direito de se defender de cláusulas abusivas”, argumenta ao afirmar que as empresas low-cost estão se aproveitando de uma brecha na resolução da Anac.

No Congresso, o senador Randolfe Rodrigues (Rede), apresentou um projeto de lei que proíbe as companhias de cobrar pela bagagem de mão. Segundo Randolfe, com a aprovação do projeto os direitos dos passageiros do transporte aéreo serão resguardados, uma vez que, mesmo com a possibilidade de cobrança dos serviços adicionais, o preço das passagens se manteve praticamente o mesmo.

Resolução da Anac deixa brecha para cobrança da bagagem de mão

A resolução 400 da Anac estabelece, em seu artigo 14, que “o transportador deverá permitir uma franquia mínima de 10 (dez) quilos de bagagem de mão por passageiro de acordo com as dimensões e a quantidade de peças definidas no contrato de transporte”. Também define como bagagem de mão “aquela transportada na cabine, sob a responsabilidade do passageiro”. A resolução, no entanto, admite que “o transportador poderá restringir o peso e o conteúdo da bagagem de mão por motivo de segurança ou de capacidade da aeronave”.

No artigo seguinte (15), a resolução deixa a cargo das empresas a definição de “quais bagagens serão submetidas a procedimentos especiais de despacho, em razão de suas condições de manuseio ou de suas dimensões”.

Em nota enviada à reportagem, a Anac diz que está acompanhando atentamente a chegada ao mercado brasileiro de empresas aéreas que operam o modelo low-cost e admite que as empresas podem cobrar por certos serviços. “Basicamente, o modelo de funcionamento dessas empresas consiste em oferecer um serviço simplificado e a preços atraentes para seus clientes em troca da cobrança, de maneira separada, pelos serviços acessórios, como o transporte de bagagem de mão”, diz.

A agência frisa ainda que “as empresas devem divulgar detalhadamente o que está sendo cobrado, as dimensões e o número de volumes permitidos, o que deve ser facilmente compreendido pelo consumidor”. E defende a política de pacotes de baixo custo: “A Agência entende que a oferta diferenciada de pacotes de serviços ao consumidor incentiva a concorrência entre empresas e tem a capacidade de atender mais eficientemente às diferentes preferências de cada passageiro. A liberdade de oferta e de preços pode favorecer a todos”.

Associação das aéreas cita direito de levar bagagem e mochila

Nenhuma das empresas que operam o modelo low-cost no Brasil é filiada à Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). Por meio de nota, a Abear afirmou que suas associadas “seguem as regras estabelecidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), as quais preveem uma franquia (gratuidade) de 10 kg de bagagem de mão a bordo”.

Em abril do ano passado a Abear lançou uma campanha de orientação sobre bagagem de mão em voos nacionais. A associação diz que, além da bagagem de mão, os passageiros têm direito também a levar consigo “ um item pessoal, que pode ser, por exemplo, uma bolsa, mochila ou sacola pequena ou capa com vestido ou paletó”.

30 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 30 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    Afonso Celso Frega Beraldi

    ± 2 dias

    Se o Senador DPVAT e criador da lei que impede a polícia de divulgar nomes e fotos de criminosos pos a mao, vai dar porcaria. Sujeitinho indecente e sem caráter. Comuistinha amazonico, e gazela saltitante.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ABFeitoza

    ± 3 dias

    Porque o estado tem que mediar isto? Só serve para criar exceções e confusão. Ampliar a oferta é a melhor maneira de lidar com isso. Cobrem o que quiser. Decidiremos o que estamos dispostos a pagar.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • J

      Jonsimar Tadeu Catapan

      ± 3 dias

      Isso seria muito interessante, desde que tivéssemos opções de Cias. Aéreas para todo canto. Todavia, há áreas que são atendidas por uma única empresa. E se as regras ficarem liberadas, não há como fazer ideia de que tipo de cobranças e exigências essa turma fará.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Ricardi Quarelli

    ± 3 dias

    Acho que já está bem próximo o dia que o valor da passagem será determinado pelo peso do passageiro.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Flavio Teixeira

    ± 3 dias

    Do jeito que a coisa vai, quando comprarmos uma passagem, temos que comparar os preços das bagagens e não das passagens, que será só um acessório do custo final...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Rocha Dias

    ± 3 dias

    Acho bom ter a opção de viajar com bagagem despachada ou sem, dependendo do custo. Desde que fique bem claro quais são as regras das bagagens na hora da compra. O governo não deveria interferir nisto, deixa que o consumidor decida o que é melhor.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • R

      Rubens Marques Farias

      ± 3 dias

      Com a desonestidade do brasileiro, isto nunca vai dá certo. As empresas estrangeiras que entram aqui logo se corrompem.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mário

    ± 3 dias

    Continuo afirmando que a livre concorrencia acaba com esta balburdia da cobrança de bagagens. Quem não tiver satisfeito deve procurar a companhia que bem lhe atende.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Raphael

    ± 3 dias

    Cidadão com uma mochila nas costas, uma mala de 10 kg, e um violão... vi isso está semana... isso pode... o sujeito ocupar metade do bagageiro só pra ele... agora cobrar de quem abusa do seu direito é pecado

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fly low cost

    ± 3 dias

    Moro em foz do iguaçu onde chegou a low cost jetsmart, voo direto foz - santiago somente com minha mochila de 10 kg 521 reais ida e volta, pude fazer muitos passeios com o valor economizado, o negocio é justamente ter uma gama de opções, quem usa menos bagagem paga menos, quem quer ter a experiencia de comer a 35K pés de altura pague , voo de duas horas e meia eu não como nada me hidrato bem antes do voo e ta tudo certo. não adianta impor mais "gratuidade" sendo que vão socar esses custos para todos até para quem não usa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • J

      Jonsimar Tadeu Catapan

      ± 3 dias

      De fato, Geovane. O peso da carga numa aeronave, qualquer que seja ela, carga viva, bagagem, encomenda despachada, é realmente um parâmetro muito crítico. As encomendas são bem controladas, mas o peso das pessoas e animais abordo, bem como as bagagens de mão, não são. Isso introduz uma variável perigosa na parametrização do voo da aeronave, no que se refere a combustível e capacidade de manobra. Acho a cobrança justa, desde que não seja preço abusivo.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Leitor da Gazeta

    ± 3 dias

    vou criar um app que coloca em contato as pessoas do mesmo vôo para negociarem entre si o excesso das respectivas bagagens de bordo. Quem estiver levando pouca coisa pode ganhar uns trocados para levar o excesso do outro

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • J

      Jonsimar Tadeu Catapan

      ± 3 dias

      É boa ideia...

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Evandro

    ± 3 dias

    É só não comprar passagem nessas empresas que cobram se vc não está satisfeito!! Ficar pedindo intervenção e mais regulação não melhora o mercado e abre mais uma chance de corruptos se locupletarem.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Evandro

    ± 3 dias

    É só não comprar passagem nessas empresas que cobram se vc não está satisfeito!! Ficar pedindo intervenção e mais regulação não melhora o mercado e abre mais uma chance de corruptos se locupletarem.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Neto

    ± 4 dias

    No embarque deveria existir não apenas o gabarito de volume mas uma balança para verificar o peso total da bagagem de mão. O total não pode ultrapassar 10 kg.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CELSO

    ± 4 dias

    Fizeram essa regra das bagagens para baixar o custo porém as empresas diminuíram a concorrência que não propiciou essa redução. Ir pra POA hoje só se for por uma cia aérea direto, as restantes só se for escala em São Paulo e pagando 100 reais de bagagem por unidade

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • J

      Jonsimar Tadeu Catapan

      ± 3 dias

      Bem observado, Celso! Até agora estamos esperando essa "redução" nos valores da passagem, que deveria ter vindo da cobrança pelas bagagens. Quase em seguida à autorização de cobrança, as Cias Aéreas já apresentaram uma "penca" de justificativas para, não somente manter, mas também aumentar o valor das passagens aéreas.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz Felipe Lopes da Silva

    ± 4 dias

    Acabem com a regulação. Deixem empresas entrarem no mercado. A concorrencia é o melhor estímulo. Deixem as empresas escolherem o que farão e os clientes escolherem entre várias empresas a que mais lhe agrada.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • J

      Jonsimar Tadeu Catapan

      ± 3 dias

      De uma certa forma, isto já acontece. A AZUL, por exemplo, não cobra (é claro: já está incluído no valor da passagem!!).

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • H

    Henrique Medeiros Duarte

    ± 4 dias

    No governo Dilma as Aéreas que mandavam na Anac e agora?? =ACORDA BOLSONARO=

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 4 dias

    Se o problema for excesso de peso, os obesos que se cuidem. Pessoas com mais de 75 kg vão pagar caro. Brincadeira, claro. Mas, tudo é possível...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • J

      Jonsimar Tadeu Catapan

      ± 3 dias

      Não fica aí, dando ideia boba pra turma, que eu tenho quase 100 kg... rsrsrsrs

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Rômulo Viel

    ± 4 dias

    O que falta é concorrência. Desamarrem as empresas e deixem-nas competir.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    TCG

    ± 4 dias

    Os espertalhões levam tanta bagagem de mão para cabine que não sobra espaço para todos os passageiros.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • J

      Jonsimar Tadeu Catapan

      ± 3 dias

      Mas isso também tem um motivo: Se as Cias aéreas não "perdessem" as bagagens, ou não houvessem tantos problemas de furtos e danos nas bagagens e no conteúdo, acredito que a questão seria mais branda. Eu mesmo sou um que, embora leve comigo sempre apenas uma mochila pequena, não tenho coragem de despachar notebook e máquina fotográfia... De jeito nenhum!!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • V

      Vi Lopes

      ± 4 dias

      Beeeemmm isso!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marco Aurelio Borges

    ± 4 dias

    Jeitinho quem da são os brasileiros, levam uma baita mochila nas costas, mais uma mala de mão, e mais uma sacola e aí ocupam o espaço de três pessoas no no compartimento superior, porque é meu direito. Qualquer voo que o avião estiver cheio ou quase cheio, falta espaço no compartimento superior, agora em época de férias pior ainda, essas áreas estão cortando as malandragens, mas claro que o procon e o Brasil malandro vai vencer e obrigar os caras a aceitar tudo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eduardo Leivas Bastos

    ± 4 dias

    Exatamente. Não entendo tamanho mimimi. E tem outra: deixem as empresas concorrerem entre si. A melhor ganhará. Se eu tivesse uma empresa aérea, eu cobraria também. Quanto mais peso, mais querosene. E todos nós sabemos o que acontece sem cobrança: abuso e demora na partida e na chegada. Já vi muitos passageiros abusarem da gratuidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Stela Jacomel de Aguiar

    ± 4 dias

    Todas as companhias low cost na Europa agem assim. Para embarcar a bolsa de mão deve estar dentro da mala de bordo, embarcando somente com um volume. E a mala tem que obedecer padrões rígidos de volume e peso senão é despachada (e cobrada).

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.