Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Funcionários da empresa recebem capacitação através da Universidade Corporativa Apetit (Uniap). | Divulgação/Apetit
Funcionários da empresa recebem capacitação através da Universidade Corporativa Apetit (Uniap).| Foto: Divulgação/Apetit

Para enfrentar o desafio da pulverização e garantir qualidade nas 120 mil refeições que serve diariamente, a londrinense Apetit investe em duas vertentes. A primeira são as pessoas. Os cerca de 1.600 funcionários e os clientes distribuídos em 11 estados são prioridade para a presidente Márcia Mocelin Manfrin, fundadora da empresa especializada em refeições coletivas. A gestão da Apetit aposta na premissa que combina satisfação, produtividade e rentabilidade. “Acreditamos que pessoas satisfeitas produzem bons resultados. Que clientes satisfeitos são fidelizados. E que empresas rentáveis se tornam perenes”, diz.

A segunda tem como foco a estratégia. Fornecer alimentação é um negócio que depende essencialmente de qualidade. Por isso a Apetit investe em processos fortes e bem estruturados para garantir que cada uma das refeições produzidas diariamente chegue ao trabalhador no padrão estipulado pela empresa. “Temos uma grande capacidade de produzir resultado. Por isso também optamos pela verticalização como premissa”, conta a presidente.

Crescimento de 10%

Com faturamento de R$ 129 milhões em 2015, a Apetit espera um crescimento de 10% neste ano. O segmento de refeições coletivas deve fechar 2016 com uma retração em torno de 2,5%. A presidente projeta uma alta de 14% para 2017. “É uma estimativa moderado, não agressiva. Vínhamos num crescimento médio, desde 2010, na casa dos 30% ao ano”, diz.

O cuidado com as pessoas e foco na gestão fez com que a empresa ficasse em 3º lugar entre as grandes empresas no Prêmio Bem Feito no Paraná 2016, uma iniciativa da Gazeta do Povo com apoio técnico do Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP).

Leia mais: Gestão de pessoas da Apetit também é premiada

Hoje a Apetit não opera apenas 180 restaurantes corporativos, como também processa os vegetais e as carnes utilizadas nas cozinhas e cuida da logística para que os alimentos cheguem corretamente até as cozinhas nas empresas. Neste ano, a empresa investiu R$ 10 milhões para implantar uma indústria de vegetais e carnes minimamente processados, em Londrina, e um centro de distribuição, em Apucarana.

A unidade de beneficiamento de vegetais movimenta 93 toneladas de alimentos por mês. Os vegetais e carnes são comprados de produtores locais, em seguida são selecionados, higienizados, cortados e embalados para uso nas cozinhas industriais da Apetit. O processo garante agilidade, qualidade e eficiência no dia a dia dos restaurantes. A batata, por exemplo, chega no restaurante corporativo descascada, picada e embalada a vácuo na porção utilizada naquele local.

“Todos os nossos processos são muito enxutos devido ao produto chegar em nossos restaurantes semiprocessado. Tudo isso também elimina muito resíduo orgânico na ponta”, diz Márcia. “Hoje trabalhamos até na escolha da semente do produto que o produtor. Fazemos um acompanhamento da terra à mesa. Todos os nossos fornecedores recebem acompanhamento dos nossos técnicos agrícolas”, destaca.

O centro de distribuição em Apucarana garante o abastecimento dos restaurantes, priorizando o prazo de entrega, segurança e integridade dos alimentos processados na Vitanativa. A empresa tem cargas semanais e quinzenais, dependendo da distância e da capacidade de armazenamento dos restaurantes dentro dos clientes. O local tem toda a estrutura de armazenamento de alimentos secos, resfriados e congelados. “Nós alimentamos o trabalhador brasileiro. Esse é o nosso orgulho”, destaca Márcia.

Gestão de pessoas também é premiada

Neste ano, a Apetit ficou em 3º lugar entre as 35 Melhores Empresas para Trabalhar no Paraná, do Great Place to Work em parceria com a Gazeta do Povo. A preocupação com os funcionários aparece no investimento no departamento de comunicação interna e na capacitação, através da Universidade Corporativa Apetit (Uniap), que engloba treinamentos gerenciais, presenciais e à distância, disponíveis para todos os colaboradores.

“Estamos também trabalhando fortemente a questão da governança corporativa. Novamente a pulverização é um desafio diário. Para isto, fizemos um grande investimento em tecnologia da informação”, diz a presidente Márcia Manfrin.

Toda a gestão da empresa é feita por meio da metodologia Balance Scorecard (BSC), que tem como objetivo integrar os principais indicadores de desempenho da empresa, desde os financeiros, administrativos até os que relacionados aos processos internos.

Conheça a terceira colocada no Prêmio Bem Feito no Paraná

A Apetit é especializada em refeições coletivas e foi fundada em 1989, em Londrina.

+ VÍDEOS

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]