Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Uma semana depois de o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) declarar o Paraná área livre de febre aftosa com vacinação, o comércio de carne para outros estados brasileiros começa a voltar ao normal. Santa Catarina e Rio Grande do Sul impediam a circulação de animais do Paraná. Carne com osso vinha sendo rejeitada por diversas outras regiões. Nos últimos dias, essas barreiras foram levantadas, confirmou ontem a Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (Seab).

O Paraná enfrentou um ano de prejuízos depois que o Mato Grosso do Sul confirmou casos de febre aftosa, em 10 de outubro de 2005. Toda a região, incluindo o estado de São Paulo, passou a enfrentar bloqueios internacionais, que vigoram até hoje.

Entidades que representam os agropecuaristas dizem que o setor perdeu pelo menos R$ 180 milhões e que o volume de carne que deixou de ser exportado suspendeu negócios que somam R$ 630 milhões. (JR)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]