Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Antecipar IR e FGTS inativo só é bom se você tiver dívidas caras. | Antônio More / Arquivo/ Gazeta do Povo/Antônio More / Gazeta do Povo
Antecipar IR e FGTS inativo só é bom se você tiver dívidas caras.| Foto: Antônio More / Arquivo/ Gazeta do Povo/Antônio More / Gazeta do Povo

Início de ano, e os bancos já seduzem clientes com a chance de antecipar a restituição do Imposto de Renda (IR)e o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de contas inativas, que será liberado a partir de 10 de março. São operações em formato de crédito – o cliente recebe na hora o valor que teria direito a retirar só nos meses seguintes e paga quando receber da Receita Federal ou da Caixa.

A maioria dos bancos confirma o início das linhas do IR para março. E muitos deverão oferecer também a antecipação do FGTS – Banrisul e Santander já contam com esta possibilidade. Os juros dessas modalidades costumam ser mais baixos do que a média do mercado financeiro – a partir de 2,5% ao mês, inferiores ao empréstimo pessoal, que é de 4,62%, conforme a Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac).

“Quem tem dívida no cartão de crédito ou no cheque especial, que sobe a um ritmo de 13% ao mês, fará um bom negócio ao antecipar a restituição ou o FGTS”, afirma Miguel Ribeiro de Oliveira, vice-presidente da Anefac.

LEIA MAIS sobre Finanças Pessoais

Como se preparar para a declaração do imposto de renda

Nunca poupou? Saque do FGTS é uma boa hora para começar. Saiba como

Saiba como sacar o dinheiro das contas inativas do FGTS

Livrar-se de dívidas é o principal atrativo da antecipação, mas há outras vantagens: a quitação do empréstimo será feita de uma só vez com um dinheiro extraordinário, ou seja, a dívida não pesará sobre o orçamento normal.

Mas nem sempre antecipar é a melhor escolha, lembra Oliveira. Quem pensa em procurar esses empréstimos para fazer compras deve segurar o ímpeto. Isso porque estará adiantando, sem necessidade, um dinheiro que é seu por direito e, posteriormente, terá de pagar juros ao banco.

“A antecipação de FGTS e IR é, sim, um empréstimo. Pagaremos juros por ele, o que quer dizer que receberemos antes da data prevista, mas um valor menor do que receberíamos se esperássemos até a data correta”, diz Camila Bavaresco, consultora financeira.

Também é preciso prever gastos que surgirão pela frente e que poderiam ser sanados com o FGTS ou a restituição, mas ficarão sem fonte de pagamento. Muita gente conta com a restituição para se preparar para as contas de final de ano, como compras de Natal, matrícula escolar ou tributos como Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Se o dinheiro já tiver sido gasto, pode faltar para o mais importante.

Em resumo, quando vale e quando não vale antecipar o IR e FGTS inativo

- Vale a pena para quitar dívidas com taxas de juros mais altas, como cheque especial ou cartão de crédito. Antecipando IR, FGTS e até 13.º salário, você pode quitá-las e, assim, evitar pagar mais juros.

- Em caso de uma emergência, como acidente ou doença, antecipar é uma boa escolha. Caso você tenha despesas urgentes e inesperadas, é melhor adotar essa linha de crédito do que tomar um empréstimo pessoal.

- Não vale a pena pedir a antecipação do IR e do FGTS para fazer algum tipo de investimento, pois os juros das aplicações não são tão altos quanto os cobrados no empréstimo.

- Também pode ser desperdício de um benefício seu antecipar para comprar algum bem, já que, na prática, você receberá menos do que teria direito, uma vez que terá de pagar juros ao banco.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]