• Carregando...

O superávit primário (receita menos despesas sem considerar o pagamento de juros) do setor público brasileiro ficou em R$ 10,466 bilhões em outubro, muito acima dos R$ 4,575 bilhões registrados em setembro. É o melhor resultado para um mês de outubro desde o início da série histórica do BC, em 1991.

Em outubro do ano passado, o superávit primário - que é usado para pagar os juros incidentes sobre a dívida pública brasileira - tinha sido de R$ 8,553 bilhões.

O resultado do mês passado equivale a 4,34% do Produto Interno Bruto (PIB), considerado o fluxo de 12 meses. Em setembro, essa relação estava em 4,28%. A meta do governo para o ano é de 4,25%.

No acumulado do ano, o superávit primário do setor público soma R$ 90,992 bilhões, abaixo dos R$ 95,055 bilhões registrados em igual período de 2005.

Avaliando os segmentos das contas públicas consolidadas, o governo central (União, Banco Central e INSS) registrou superávit em outubro de R$ 7,767 bilhões, contra apenas R$ 65 milhões em setembro.

Os governos regionais tiveram superávit de R$ 3,101 bilhões, frente a R$ 1,994 bilhão de setembro. Já as estatais registraram déficit primário de R$ 401 milhões em outubro. Em setembro, haviam registrado superávit de R$ 2,516 bilhões.

O gasto com pagamento de juros no mês passado foi de R$ 13,258 bilhões, contra R$ 10,989 bilhões de setembro.

Dívida

O BC informou ainda que a dívida líquida total do setor público ficou em 49,5% do PIB em outubro, contra 49,9% em setembro. Segundo o BC, "concorreu para essa queda, além do resultado primário, a elevação do IGP-DI do mês, utilizado na valorização do PIB nominal".

Nominal

O déficit nominal (receitas menos despesas considerando o pagamento de juros) do setor público consolidado foi de R$ 2,792 bilhões em outubro. Houve uma melhora em relação ao resultado negativo de R$ 4,789 bilhões um ano antes.

Nos dez primeiros meses de 2006, o déficit nominal soma R$ 43,919 bilhões, contra R$ 38,436 bilhões no mesmo intervalo do ano passado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]