i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Crise

Governo russo reduz previsão de crescimento em 2015 por situação na Ucrânia

Estados Unidos e União Europeia adotaram sanções econômicas contra a Rússia em represália pelo papel de Moscou na crise ucraniana

  • PorAFP
  • 26/08/2014 06:51

O governo russo reduziu à metade a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2015, a 1%, em consequência da crise ucraniana e das sanções ocidentais.

Mas o governo mantém a previsão de alta de 0,5% para 2014.

Antes das novas sanções ocidentais anunciadas no início de agosto, que afetam em cheio a economia russa, Moscou projetava um crescimento acima do esperado para 2014, segundo Oleg Zassov, funcionário do ministério da Economia.

Estados Unidos e União Europeia adotaram sanções econômicas contra a Rússia em represália pelo papel de Moscou na crise da Ucrânia, que enfrenta uma guerra civil para impedir a separação do leste pró-Rússia do país.

Ao mesmo tempo, o governo russo anunciou que injetará cinco bilhões de euros (quase 6,6 bilhões de dólares) para reforçar o capital dos bancos públicos VTB e Rosselkhozbank, afetados pelas sanções ocidentais.

De acordo com um decreto, o ministério das Finanças poderá comprar, no valor de 239 bilhões de rublos, açõs preferenciais dos dois bancos.

O dinheiro deve sair do fundo de reserva especial criado com recursos do setor de combustíveis, segundo o govero.

O VTB, segundo maior banco da Rússia, receberá 214 bilhões de rublos (4,5 bilhões de euros) e o Rosselkhozbank, principal credor do setor agrícola, receberá 25 bilhões de rublos (520 milhões de euros).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.