i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Cálculo

Importações aparecem também no contexto nacional

  • Por
  • 16/02/2007 18:43

Rio de Janeiro – As vendas do comércio varejista cresceram 6,2% na média nacional em 2006, no segundo melhor desempenho da série histórica do IBGE, superado apenas em 2004. Os aumentos da renda real do trabalho e da massa salarial, estabilidade no emprego, câmbio baixo e facilidade de crédito, além de estabilidade econômica e política, foram os motivos listados pelo técnico da coordenação de comércio do IBGE, Reinaldo Pereira, para explicar o bom ano do setor.

A expansão do varejo foi muito superior à apurada pela indústria no ano passado (2,8%) e as importações são, em grande parte, responsáveis por essa diferença. Lopes acredita que o câmbio tenha contribuído para a distância nos resultados do comércio e indústria, porque dificultou as exportações industriais e beneficiou as importações varejistas.

Segundo ele, não é possível fazer uma relação direta entre os resultados do setor industrial e o varejo porque, na indústria, há a porção do mercado externo a influenciar a produção, e não apenas o impacto do mercado doméstico, como ocorre com o varejo. "O descolamento da indústria com o comércio tem uma torneira que é o mercado externo, não é uma coisa colada como se a produção industrial estivesse voltada exclusivamente para o mercado interno", disse.

O aumento da renda, que alavancou o desempenho das regiões com melhor desempenho, também beneficiou o segmento que mais pesa na pesquisa do IBGE, de super e hipermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, com crescimento de 7,6%.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.