O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), bastante usado no reajuste de contratos de aluguel, subiu 1,43% em agosto, ante elevação de 1,34% em julho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quinta-feira (30). Até agosto, o IGP-M, índice acumula altas de 6,07% no ano e de 7,72% nos últimos 12 meses. A FGV informou ainda os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-M deste mês. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) teve alta de 1,99% em agosto, após subir 1,81% em julho. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentou variação positiva de 0,33%, depois de registrar elevação de 0,25% no mês anterior. Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) avançou 0,32%, ante 0,85% na mesma base de comparação.

Os preços dos produtos agropecuários no atacado aceleraram em agosto, para 6,07%, depois de registrarem alta de 3,91% em julho. No caminho inverso, os preços de produtos industriais, que haviam registrado alta de 1,05% em julho, subiram 0,47% neste mês.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os bens intermediários apresentaram desaceleração em agosto, para 0,83%, ante alta de 1 34% no mês anterior, informou a FGV. Os preços dos bens finais variaram 0,71%, ante 1,04% em julho.

Na contramão dos outros dois indicadores, os preços das matérias-primas brutas avançaram de 3,31% em julho para 4,92% na leitura divulgada nesta quinta-feira. No ano, até agosto, o IPA acumula alta de 6,94% e de 8,50% nos 12 meses encerrados em agosto.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]