O Ministério da Previdência deixou de pagar benefícios neste mês para 35.155 segurados. São aposentados e pensionistas convocados para a primeira fase do recadastramento que, desde 2005, não procuraram as agências bancárias para atualizar seus dados cadastrais.

Segundo a Previdência, os aposentados foram comunicados que eram obrigados a fazer o recadastramento por carta. As correspondências, no entanto, não foram entregues, pois os endereços estavam errados ou eram inexistentes. Os nomes dos segurados ainda foram incluídos em editais de convocação e mesmo assim não responderam ao censo.

O primeiro edital de suspensão, com 27.677 benefícios suspensos, foi publicado em 7 de julho. O último edital de cancelamento foi divulgado em 21 de julho. São 7.438 aposentadorias e pensões que deixaram de ser pagas. Esses beneficiários só recebem o pagamento se fizerem o censo em uma agência do banco onde recebem. O edital com os nomes dos segurados com benefício suspenso está disponível no site da Previdência (www.previdencia.gov.br).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]