i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
retaliação

Irã minimiza impacto de sanções dos EUA contra BC

Por outro lado, o país reconheceu que as medidas existentes contra a sua economia já resultaram em altos custos

  • Poragência estado
  • 01/01/2012 10:04

O Irã minimizou o potencial impacto das sanções impostas pelos EUA sobre o banco central do país, que foram transformadas em lei no sábado (31) pelo presidente norte-americano, Barack Obama, embora tenha reconhecido que as medidas existentes contra a economia iraniana já resultaram em altos custos.

Em uma entrevista a uma agência de notícias local, Mohammad Nahavandian, presidente da Câmara de Comércio do Irã, afirmou que as sanções existentes não forçaram o país a mudar seu curso e o governo encontrará meios para superar as ações contra o banco central.

"Apesar das sanções elevarem os custos das transações (...) elas não têm efeito sobre o comportamento político do Irã", disse. "O Irã vai encontrar alternativas para atender a suas necessidades" apesar das novas sanções, disse Nahavandian, acrescentando que "o comércio internacional do Irã tem aumentado".

As novas sanções dos EUA são a confrontação econômica mais dura entre Washington e Teerã até agora e podem ampliar as tensões no Golfo Pérsico. Mesmo diante da pressão internacional, o Irã prometeu prosseguir com seu programa nuclear, que o Ocidente diz ter objetivos militares, o que o governo iraniano nega.

As medidas, aprovadas pelo Congresso norte-americano como parte do Ato de Autorização de Defesa Nacional 2012, penaliza instituições financeiras estrangeiras que fazem negócios com o banco central do Irã, o Bank Markazi. As informações são da Dow Jones.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.