i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Ásia

Japão flexibilizará política monetária se necessário

O governo japonês interveio no mercado de câmbio no dia 15 de setembro, vendendo ienes pela primeira vez em mais de seis anos

  • PorReuters
  • 26/09/2010 10:02

O Japão vai flexibilizar sua política monetária de forma apropriada, se necessário, enquanto permanece atento ao impacto da alta do iene sobre a economia. A informação foi dada neste domingo pelo presidente do Banco do Japão, Masaaki Shirakawa.

Ao discursar em um evento oferecido pela Sociedade Japonesa de Economia Monetária, realizado na cidade de Kobe, a oeste do Japão, Shirakawa disse também que o Banco do Japão está acompanhando mais atentamente o possível risco de agravamento da economia.

Ele afirmou que o banco central japonês fez a mais agressiva flexibilização no mundo, quando se olha o balanço do país em comparação com o Produto Interno Bruto, mas que isso não significa que será preciso tomar novas ações mais à frente.

"Nós responderemos (à necessidade de flexibilizar) no momento oportuno e de forma apropriada", disse Shirakawa, durante o seminário.

O governo japonês interveio no mercado de câmbio no dia 15 de setembro, vendendo ienes pela primeira vez em mais de seis anos.

A medida se deu por conta do aumento repentino do iene que fez a moeda japonesa atingir seu maior valor em 15 anos frente ao dólar e que ameaçava prejudicar seriamente a economia japonesa, que é dependente de exportações, e agravar a deflação.

A próxima reunião do Banco do Japão para discutir política monetária está marcada para os dias 4 e 5 de outubro. Não está descartado o anúncio de medidas de flexibilização durante o encontro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.