i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Oportunidade na notícia

Jovem sem emprego pode ser futuro funcionário

  • Por
  • 05/09/2012 21:26

Encontrar o primeiro emprego em um momento de desaceleração da economia não tem sido fácil para os jovens, mas esse quadro negativo pode ser uma boa oportunidade para os empreendedores que estejam dispostos a capacitar esses candidatos a uma posto de trabalho. Entre janeiro e junho deste ano, pelos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, as contratações para o primeiro emprego caíram 12% no Brasil, 8% no Paraná e 7% em Curitiba. Os jovens do interior do estado também sofrem com a desaceleração: Cascavel, Maringá e Londrina reduziram as admissões de iniciantes em 9%, 10% e 20%, respectivamente.

Para ajudar a reverter esse quadro e ainda sanar o problema da falta de mão de obra, principalmente em setores de alta rotatividade, a consultora do Sebrae-PR Fernanda Pesarini alerta que os micro e pequeno empresários podem dar a primeira oportunidade a esses jovens. "É uma pessoa que não tem nenhum vício, que, se for capacitado, pode crescer junto com a empresa", avalia.

Para isso, porém, o empreendedor e empresário precisa estar disposto a mudar a sua própria cultura: ao invés de buscar as competências técnicas entre os mais jovens, o ideal seria analisar as competências comportamentais. "Encontrar alguém motivado, disposto a trabalhar, é muito mais importante, porque a técnica pode ser ensinada", ressalta Fernanda.

Além de encontrar uma vaga no mercado, a dificuldade em encontrar emprego pode ser um motivo a mais para que o jovem empreenda em um negócio próprio. A recomendação da consultora do Sebrae-PR é que os jovens analisem seus hobbies e definam metas para o futuro. Se a decisão for abrir uma própria empresa, é preciso muito preparo antes de se arriscar. "Os jovens são mais ousados e temem menos o fracasso. Os erros são usados como aprendizado", explica Fernanda.

Empreendedor bem informado tem mais chances de se dar bem. Nesta seção você encontra dicas extraídas do noticiário diário, que você pode aplicar nos seus negócios.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.