Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Economia
  3. Justiça decreta falência do Grupo Diplomata, de Cascavel

Oeste do PR

Justiça decreta falência do Grupo Diplomata, de Cascavel

Decisão judicial atinge várias empresas que pertencem ao deputado federal Alfredo Kaefer, que na campanha eleitoral foi apontado como o segundo deputado mais rico do Brasil

  • Luiz Carlos da Cruz, correspondente em Cascavel
O deputado Alfredo Kaefer foi apontado como o segundo mais rico do Brasil entre os parlamentares que disputaram uma vaga na Câmara dos Deputados ,com patrimônio de R$ 108 milhões |
O deputado Alfredo Kaefer foi apontado como o segundo mais rico do Brasil entre os parlamentares que disputaram uma vaga na Câmara dos Deputados ,com patrimônio de R$ 108 milhões
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Mais de 20 empresas que integram o Grupo Diplomata, que pertence ao deputado federal Alfredo Kaefer (PSDB), tiveram suas falências decretadas nesta segunda-feira (1) pelo juiz da 1ª Vara Cível da Comarca de Cascavel, Pedro Ivo Lins de Moreira.

A sentença seguiu recomendação do Ministério Público, já que um parecer do promotor de Justiça Carlos Bachinski apontou fortes evidências de fraudes processuais e confusão patrimonial, além de descumprimento do programa de recuperação judicial. Um relatório da administradora judicial Deloitte Touche Tohmatsu Consultores Ltda também norteou a decisão do magistrado.

Com dívidas de aproximadamente R$ 500 milhões, o frigorífico Diplomata, principal empresa do grupo, entrou em processo de recuperação judicial em agosto de 2012, junto com outras empresas.

A quebra do grupo, no entanto, não significa a paralisação das empresas, já que muitas delas continuarão com suas funções desempenhadas pelas sociedades falidas. Entre as empresas estão dois jornais diários – O Paraná e Hoje.

Leilões

A Justiça nomeou uma equipe diversificada que terá o papel de administrar judicialmente o grupo. Para que os direitos de funcionários e credores sejam garantidos, pretende-se marcar, com urgência, leilões dos bens que constam na unidade paralisada.

O prédio onde funciona os jornais O Paraná e Hoje está com leilão judicial marcado para o dia 10 de dezembro. O leilão, no entanto, não faz parte do processo de falência, mas de uma ação trabalhista.

A decisão que decretou a falência do grupo descreve que as empresas não colaboraram com o processo de recuperação judicial e sonegaram informações solicitadas, como a entrega de documentos contábeis.

O grupo empresarial tentou, segundo a sentença, escolher os fatos a serem apresentados para afastar a responsabilidade dos controladores. “As manobras utilizadas revelam uma administração que, antevendo as intempéries do porvir, buscou blindar, desviar e esvaziar tudo aquilo que as recuperandas ainda tinham de valioso em favor das outras coligadas. Assim, foi trazido à baila um conjunto de operações societárias que importaram no 'desmanche' da atividade empresarial exclusivamente em benefício da família Kaefer”, diz a decisão judicial.

Patrimônio

Curiosamente, o deputado Alfredo Kaefer, reeleito para o terceiro mandato consecutivo, foi apontado como o segundo mais rico do Brasil entre os parlamentares que disputaram uma vaga na Câmara dos Deputados ,com patrimônio de R$ 108 milhões.

Paradoxalmente na semana passada ele apareceu em uma decisão judicial onde se declarava pobre para não pagar custas processuais de R$ 910 em uma ação que figura como réu. Na mesma semana a Justiça bloqueou 30% de seu salário parlamentar para pagamento de uma dívida com um banco alemão.

Procurado, o Grupo Diplomata informou que não vai comentar a decisão judicial, mas adiantou que vai recorrer.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE