Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

Carreira

Comércio deve abrir 72 mil vagas temporárias. Como conseguir uma e ser contratado depois

Proatividade e atenção aos detalhes do currículo são alguns detalhes a que os candidatos a vagas temporárias precisam estar atentos

  • Infomoney
 | Pxhere
Pxhere
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Não há como negar quer os empregos temporários que surgem no fim de ano, principalmente devido ao maior movimento no comércio, são uma boa oportunidade. Afinal, a taxa de desemprego no Brasil está em 12,3%, segundo a Pnad Contínua ( Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios). Destes, 24% (3,16 milhões) estão em busca de trabalho há mais de 2 anos.

 A  Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo prevê contratação de 72,7 mil trabalhadores temporários no Natal de 2018. O mesmo levantamento aponta que os segmentos de vestuário e supermercados terão maior admissão. Em muitos casos, a vaga temporária tem grandes chances de se tornar um emprego efetivo.

LEIA TAMBÉM: Novo smartphone do Google atende ligações de números desconhecidos sozinho

A reportagem conversou com Luciano Santana Pereira, coordenador do curso de Gestão de Recursos Humanos da Educação a Distância (EAD) da Unicesumar, coach e gestor de carreiras. Ele preparou oito dicas para auxiliar a busca por empregos temporários - e se possível ainda conseguir a contratação definitiva.

1. Customizar o currículo

É importante manter o currículo atualizado, enxuto e atrativo. Ele é sua primeira apresentação e customizá-lo para o modelo de negócio da empresa, destacando e privilegiando informações que despertem o interesse do recrutador específico, é fundamental. Luciano alerta para o erro de montar um currículo genérico e distribuí-lo aos montes. “É importante que ele seja bem pensado e direcionado”.  

2. Demonstrar entusiasmo

Se for chamado para uma entrevista ou para outras fases do processo seletivo, é importante demonstrar entusiasmo e energia. Deixar explícito que você tem vontade, competência e, mais importante, que quer estar ali. “É comum as pessoas chegarem na entrevista com postura de derrotadas, sem acreditar nelas mesmas, quase como se tivessem pedindo um favor. Isso é muito mau visto.” A entrevista deve ser encarada como uma grande oportunidade. É importante mostrar de quais formas você pode impactar a empresa.

3. Comprometimento e responsabilidade

Ter comprometimento, aceitar as normas da empresa e ter responsabilidade com o trabalho que vai ser feito é o que faz com que as pessoas lembrem de você. Isso quer dizer cumprir horários, bater metas, atender os clientes com qualidade, e também avisar antes caso não consiga fazer tudo que foi demandado.

4. Aprender sobre o negócio da empresa

É importante se conectar com a empresa de forma geral, conhecer sua história. Às vezes, por ser um trabalho temporário, o setor de recursos humanos (RH) não consegue fazer uma integração com os funcionários, por isso, é necessário ter iniciativa e buscar contato com pessoas que possam falar sobre valores e missão da empresa, para que seja possível se comunicar melhor e ter comportamento adequado.

5. Ser ativo e proativo

Ser ativo é o mesmo que ter postura de colaboração, de ação, estar sempre em movimento buscando fazer e realizar o melhor com a empresa. Já o proativo está relacionado com o profissional que consegue enxergar além do óbvio, e muitas vezes se antecipar a uma necessidade. É enxergar o possível problema e já levar uma solução. “Esse comportamento costuma estar ausente até em profissionais efetivados. A postura de proatividade, de uma pessoa que busca aprender, chama atenção da empresa e é extremamente considerada em uma possível efetivação.”

6. Comunicação e relacionamento

Ter uma comunicação positiva e conseguir interagir com pessoas de todos os níveis é fundamental. O funcionário temporário deve ter relacionamentos saudáveis com os outros membros da empresa e respeitar as diferenças e experiências.Além disso, ele deve aproveitar as oportunidades de mostrar seu trabalho para gerentes ou cargos superiores e se fazer ser visto. “Às vezes a pessoa que tem um trabalho temporário se limita a pensar nele sempre como temporário e deixa de enxergar as possíveis oportunidades.”

7. Saber trabalhar em equipe

Diferente do trabalho em grupo, trabalhar em equipe significa ter uma postura colaborativa, pensar suas ações como parte da construção de um trabalho que não é só seu. Ter esse discernimento e aprender a colaborar e ajudar é muito importante para o profissional temporário.

LEIA TAMBÉM: Sete entre dez investidores deixam o dinheiro na poupança

8. Deixar pegadas de qualidade

Por menor que seja o trabalho realizado, ele sempre deve ser feito da melhor forma possível. Alguém sempre está vendo o que você faz e, se for bem feito, em algum momento você vai ser reconhecido. “Tudo que você se propor a fazer, tem que ser feito bem. A qualidade é essencial e impactar de forma positiva fará com que as pessoas criem uma referência de competência associada ao seu nome e imagem.”

o que você achou?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE