110144

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Economia
  3. Livre Iniciativa
  4. Empreender
  5. Empresa de Curitiba fatura milhões realizando casamentos no exterior

caribe E Europa

Empresa de Curitiba fatura milhões realizando casamentos no exterior

Após uma década no mercado, agência de turismo encontrou uma mina de ouro no segmento de casamentos

  • Naiady Piva
Casamentos no Caribe respondem por 90% das cerimônias da Welcome Weddings | Edemir GarciaDivulgação/Welcome Weddings
Casamentos no Caribe respondem por 90% das cerimônias da Welcome Weddings Edemir GarciaDivulgação/Welcome Weddings
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A Welcome Trips começou na garagem do turismólogo Eduardo Rodrigues. Com apenas 23 anos, ele começou a fazer sucesso com viagens de turismo para a Ilha do Mel, no Litoral do Paraná. Uma década depois, a empresa beira os R$ 20 milhões de faturamento. O pote de ouro? Realizar casamentos no exterior.

LEIA TAMBÉM: Conheça a empresa que mais cresceu no Paraná durante a crise

Nos oito primeiros meses deste ano, o braço de casamentos da agência – Welcome Weddings – faturou, sozinho, R$ 6 milhões. É mais do que a empresa principal faturou em todo o ano de 2015. 

Investir em casamentos veio bem a calhar. Nos últimos anos, o setor de turismo foi afetado com a popularização de sites de hospedagem e venda de passagens. A necessidade de se reinventar era uma luz amarela acesa constantemente na cabeça do empreendedor. 

Em 2015 surgiu a oportunidade de fazer quatro casamentos no Caribe e na Europa. A luz piscou. 

Já eram feitos alguns casamentos de brasileiros fora do país. Mas era insignificante frente à realidade atual. Passamos o ano inteiro investindo em qualidade e treinamento para a nossa equipe, prospectando casamentos, e em 2016 o resultado veio, com 17 casamentos

LEIA MAIS sobre empreendedorismo, carreira e finanças pessoais

A Welcome Weddings notou que havia um gap. De um lado, os produtores de casamento brasileiros tinham dificuldade em promover um evento no exterior, por falta de fornecedores e conhecimento do local. De outro, as agências de turismo fechavam pacotes de translado e hospedagem, mas não sabiam muito sobre a cerimônia. 

Lá fora, contudo, a indústria já estava pronta. No Caribe (onde são realizados 9 em cada 10 casamentos da empresa), os hotéis oferecem toda uma estrutura para os noivos em troca de uma lotação mínima de quartos. 

Na prática, com US$ 500 (cerca de R$ 1,6 mil) já é possível fazer uma cerimônia simples, com gazebo padrão, cadeiras plásticas e poucos apetrechos. Muitas casais aproveitam o dinheiro que "sobra" para comprar mimos para os seus convidados. 

LEIA TAMBÉMEmpresária faz sucesso com loja que só vende sapatos 33 e 34

Carlos Eduardo Dutra e Juliana Kametani fizeram isso. Os dois casaram em Cancun, este ano, e estimam ter gasto metade do que seria pago em uma cerimônia no Brasil. Compraram leques e bonés personalizados para os convidados, que aproveitaram para usar os souvenirs durante a viagem. 

Casamento all inclusive

Welcome Weddings oferece todas as etapas do casamento. Viagem e hospedagem dos noivos, cerimonial, translado dos convidados entre uma festa e outra, decoração, brindes, além de serviços como fotógrafo e DJ (que muitas vezes são brasileiros). Muitos hotéis oferecem cortesias que variam conforme o número de convidados. Quanto mais gente o casal leva, mais generosa a oferta dos resorts.

Em paralelo, outro braço da Welcome Weddings cuida dos convidados. A empresa vende os pacotes de ida e volta e hospedagem para os dias do casamento, que em geral são três. Além de outras pernas de viagem adicionais, já que muita gente aproveita para prolongar a viagem.

Olho grande no Brasil 

Em plena crise econômica, o mercado de "destination weddings" explodiu no Brasil. Do ano passado para cá, o número de cerimônias realizadas pela Welcome Weddings aumentou quase 180%. 

Do lado dos consumidores, são dois os fatores que explicam esse resultado: os custos costumam menores e tem também o lado afetivo, já que em uma viagem os noivos têm mais tempo para curtir amigos e família. 

O crescimento acelerado empolgou a indústria, em parte, pelo aspecto cultural. Enquanto casamentos de norte-americanos são feitos para grupos pequenos, de quatro até 10 convidados, os brasileiros não raro levam mais de 100, e até 200 pessoas em uma única viagem. 

Uma mina de ouro, em especial no Caribe, onde muitos hotéis trabalham no sistema "all inclusive". Como os hóspedes já pagaram por comida e bebida liberados, o custo a mais para fazer um jantar reservado, só para o casamento, é praticamente zero. 

Outros destinos 

Apesar do foco no Caribe, a Welcome Weddings também trabalha com outros destinos. Hoje, 10% das cerimônias da empresa são realizadas na Europa, principalmente Itália, e em vinícolas no Chile. No momento, a empresa também têm equipes em treinamento no México e no arquipélago de Seychelles, no Oceano Índico. 

Prêmio 

Em setembro último, a empresa curitibana Welcome Weddings foi escolhida a melhor agência de "destination weddings" da América Latina a operar no Caribe. O prêmio foi concedido pela RCD Hotels, proprietária dos hotéis Hard Rock all inclusive, no Caribe, em evento que reuniu mais de 400 agentes de viagens do continente.

Com mais de R$ 6 milhões de faturamento, o segmento de casamentos foi responsável por metade do faturamento da Welcome Trips até agosto. A empresa segue com seu trabalho tradicional, voltado para viagens de turismo e corporativas, e deve fechar o ano com faturamento na casa dos R$ 20 milhões. 

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O jornalismo da Gazeta depende do seu apoio.    

Por apenas R$ 0,99 no 1º mês você tem
  • Acesso ilimitado
  • Notificações das principais notícias
  • Newsletter com os fatos e análises
  • O melhor time de colunistas do Brasil
  • Vídeos, infográficos e podcasts.
Já é assinante? Clique aqui.
>