i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
América Latina

Maduro aumenta preço da gasolina na Venezuela pela primeira vez em 20 anos

Reajuste da gasolina, adiado várias vezes pelo presidente venezuelano, era um tema quase tabu

    • Caracas
    • AFP
    • 17/02/2016 20:04
    Postos de combustíveis em Caracas: Venezuela vive uma grave crise econômica e existem temores de um default. | Juan Barreto/AFP
    Postos de combustíveis em Caracas: Venezuela vive uma grave crise econômica e existem temores de um default.| Foto: Juan Barreto/AFP

    Pela primeira vez em duas décadas, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta quarta-feira (17) um aumento no preço dos combustíveis de 0,01 dólar o litro para 0,95 dólar a gasolina super. “Isso é uma medida necessária, uma ação necessária. Eu a assumo (...) 1 bolívar (0,15 dólar) a de 91 octanos, e 6 bolívares (0,95) a de 95”, declarou o presidente em rede nacional de rádio e televisão, como parte de uma série de ações para enfrentar a grave crise econômica no país.

    O aumento daquela que era até agora a gasolina mais barata do mundo entrará em vigor nesta sexta-feira (19) e foi de 1.328,5% para a gasolina normal, e de 6.085% para a super. Maduro afirmou que o litro da gasolina nos Estados Unidos custa 0,78 dólar o litro; na Colômbia, 1,08 dólar; e na Venezuela, 0,01 dólar na taxa de câmbio oficial mais baixa de 6,3 bolívares por dólar. “Vamos cobrá-la porque estávamos pagando por descartá-la”, declarou, do Palácio de Miraflores.

    Na América Latina, o preço do combustível oscila entre 0,55 (Equador) e 1,41 (Uruguai) dólar por litro. Se, na Venezuela, calcula-se o dólar a preço do mercado paralelo - de pouco mais de 1.000 bolívares por dólar -, neste país se encheria 250 vezes o tanque de um carro médio.

    O aumento da gasolina, adiado várias vezes por Maduro, era um tema quase tabu. Em 1989, o aumento do preço do combustível foi um dos gatilhos do “Caracazo”, como ficou conhecida a sangrenta convulsão social ocorrida na época. “Convoco a paz e o respeito de todas essas decisões necessárias. Chegou a hora de instalarmos um sistema que garanta o acesso aos hidrocarbonetos a preços justos”, completou.

    A Venezuela sofre uma profunda crise econômica, com uma inflação de 141,5% em termos anuais em setembro de 2015 (oficial). No ano passado, a contração econômica foi de quase 7%, e o déficit público alcançou 20%, de acordo com economistas privados, em uma conjuntura adversa pela queda dos preços do petróleo. Atualmente, a commodity se encontra abaixo de 30 dólares o barril.

    A oposição defende que a única forma de a Venezuela sair da crise econômica é uma “mudança de governo”.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.