i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Crise árabe

Mais países da Opep decidem aumentar produção de petróleo

  • Por
  • 07/03/2011 21:15

Alguns integrantes da Opep, o cartel dos países exportadores de petróleo, juntaram-se à Arábia Saudita ontem na decisão de aumentar a produção para brecar a alta dos preços. Na tentativa de dirimir o medo de uma queda na oferta, o Kuwait, os Emirados Árabes Unidos e a Nigéria decidiram aumentar a produção nas próximas semanas. Ontem, o petróleo Brent fechou em US$ 115,04 o barril, em queda de 0,8%. Mas, durante o dia, chegou a US$ 118,50, maior nível desde setembro de 2008.

Os integrantes da Opep, que controla 40% da oferta mundial de petróleo, estão divididos. Enquanto os sauditas reagiram rapidamente à crise líbia e aumentaram sua produção, a Argélia e o Irã se opõem a um aumento na oferta. Executivos da indústria de petróleo afirmaram que Nigéria, Kuwait e Emirados podem aumentar sua produção em 300 mil barris por dia nas próximas semanas. Os sauditas já aumentaram sua produção em 700 mil barris por dia. Se esse aumento realmente ocorrer, aliado à alta na produção saudita, iria compensar quase completamente a queda de produção da Líbia.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.