Para Claudio Tissi, o diferencial dos mercados pequenos está no atendimento porque os produtos são os mesmos das grandes redes. | Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo
Para Claudio Tissi, o diferencial dos mercados pequenos está no atendimento porque os produtos são os mesmos das grandes redes.| Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo

Eles começaram como pequenos armazéns de secos e molhados e, com o passar do tempo, sem perder as qualidades de um “mercadinho de bairro”, foram ganhando tamanho e se tornaram redes de supermercado com alta aprovação dos clientes.

Jacomar, Kusma e Tissi são exemplos de comerciantes que começaram pequeno em bairros distantes do centro e hoje têm diversas unidades espalhadas por Curitiba e pela região metropolitana.

CONHEÇA: 3 “mercadinhos de bairro” que cresceram e têm planos de expansão

A fórmula de sucesso está no atendimento ao público e na qualidade dos açougues, padarias e hortifrútis. “Nosso mix de produtos é igual ao das grandes redes, o nosso diferencial está no atendimento”, explica Cláudio Tissi, proprietário do Supermercados Tissi.

Ele afirma que o consumidor que mora no bairro costuma ir diariamente ao supermercado para comprar carnes, pão, frutas e verduras – e são nessas áreas que as redes menores se diferenciam.

No Jacomar, os clientes encontram na panificadora produtos de fabricação artesanal, inclusive com receitas tradicionais alemãs, que refletem a essência do supermercado fundado por uma família de origem germânica, em 1966. “Há todo um cuidado na compra e armazenamento dos produtos perecíveis”, afirma Gabriele Pankratz Pauls, gerente de marketing da rede.

Redes de fast-food cortam custos e fazem guerra de preços

Leia a matéria completa

A carne fresca, que o cliente pode escolher na hora, é um dos grandes atrativos do Kusma, segundo o diretor comercial Marlos Cassiano Kusma. “As grandes redes já deixam um pedaço de carne pronto. O cliente não quer isso. Ele quer escolher o pedaço mais vermelho, conversar com o açougueiro”, explica Kusma.

Para atender bem os clientes, além de oferecer produtos frescos, as redes investem no treinamento dos funcionários.

“O bom atendimento começa pelos nossos funcionários, que formam a família Jacomar. Quando há respeito e cordialidade entre os colaboradores, isso reflete no bom atendimento ao cliente”, diz Gabriele.

3 “mercadinhos de bairro” que cresceram e têm planos de expansão

Jacomar

Com quase 50 anos, a história da rede de mercados Jacomar começou em 1966, quando Jacob Pankratz Filho adquiriu um pequeno armazém de secos e molhados no Boqueirão para ajudar no sustento de sua família com oito filhos. Em 1976, a família conseguiu ampliar o armazém e foi inaugurado o primeiro supermercado da rede Jacomar. Com o tempo, o negócio foi crescendo e, hoje, prestes a completar 50 anos de história, a empresa conta com nove lojas, sendo quatro em Curitiba, quatro em São José dos Pinhais e uma em Piraquara, além de um centro de distribuição. Até o primeiro semestre de 2017, a rede pretende inaugurar mais uma loja em Curitiba e outra na região metropolitana.

Kusma

Há 60 anos no segmento varejista, a história do Kusma começou em 1955 quando o casal Estanislau e Catarina Kusma comprou uma loja que vendia secos e molhados. Foi a partir da ideia do filho Daniel, que havia se formado em administração, que a família percebeu no pequeno estabelecimento a oportunidade de lançar um dos primeiros supermercados da região sul de Curitiba, no Capão Raso. A ideia deu resultado e a rede Kusma conta com nove lojas, sendo quatro na capital paranaense e cinco na região metropolitana. No momento, a rede aposta da reformulação da padaria, com ampliação do mix de produtos, para continuar atraindo os clientes.

Tissi

Prestes a completar 40 anos, o Supermercado Tissi começou como um mercadinho no bairro Seminário, ideia de Alceu Tissi que precisava manter uma ocupação para sustentar a família. Em 1990, ele conseguiu comprar uma loja no Campo Comprido com 600 m² e, com a ajuda dos filhos que desde a adolescência trabalham no supermercado, conseguiu expandir o projeto. O Tissi conta com quatro lojas em Curitiba, um investimento de quase R$ 4 milhões em cada, e deve inaugurar no fim do ano a primeira unidade na região metropolitana, em Campo Largo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]