Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, admitiu nesta quinta-feira (16) que as projeções do governo federal para a produção e estoques de etanol anidro não apontam para o retorno da mistura do combustível à gasolina dos atuais 20% para 25%. Segundo Lobão, no entanto, os usineiros avaliam que há uma oferta suficiente de etanol para o aumento da mistura.

Por isso, na avaliação de Lobão, o governo ainda trabalha com a hipótese da elevação da mistura no final deste ano.

"Não é uma decisão. Estamos conversando com os produtores e, na medida em que eles derem garantia de fornecimento, nós temos interesse em aumentar", disse. "As nossas projeções não apontam para isso (oferta suficiente para elevação da mistura) e a deles sim. Por isso, vamos confrontar as informações para chegar a uma conclusão", completou Lobão, em rápida entrevista, ao chegar para a entrega do prêmio "Melhores da IstoÉ Dinheiro", nesta noite, na capital paulista.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]