i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Diga ‘xis’

A nova câmera do Google dispensa o fotógrafo

Batizada de Clips, a câmera usa inteligência artificial para tudo — de determinar os momentos capturados até a seleção das melhores fotos

  • PorDa Redação
  • 05/10/2017 11:09
Clips, a nova câmera inteligente do Google | Google/Divulgação
Clips, a nova câmera inteligente do Google| Foto: Google/Divulgação

No evento de ontem (5) do Google, a empresa apresentou, além dos celulares Pixel 2 e de novas caixas de som inteligentes, uma pequena câmera potencializada por inteligência artificial feita especialmente para pais e donos de animais de estimação.

LEIA: Google lança nova linha de celulares Pixel para tentar sair da sombra da Samsung

Batizada de Google Clips, a câmera faz tudo sozinha — de escolher os melhores momentos para fazer vídeos e fotos até a seleção de quais valem a pena ser mantidas. A inteligência artificial, treinada por seres humanos, consegue distinguir cenas que a maioria das pessoas considera válidas de serem guardadas e, com o uso, aprende a que o usuário mais valoriza. Ela também descarta imagens borradas ou quando alguma coisa, como uma mão ou um bolso, obstrui a lente. 

A câmera também é capaz de reconhecer os rostos de pessoas (e cães e gatos), o que funciona de gatilho para a câmera entrar em ação. Ou seja, ao ver um rosto ou bicho de estimação conhecido, ela grava os clipes e tira fotos. Ela aprende isso sozinha, mas pode ser ajudada com selfies feitas apertando o grande e único botão embaixo da lente. 

O Google diz que a câmera funciona de maneira independente, sem conexão à internet. Todo o processamento das imagens é feito na própria câmera, o que, segundo a empresa, estende a autonomia da bateria (estimada em 3 horas), encurta o caminho entre a câmera e o celular e aumenta a privacidade. Como a câmera não tem tela ou visualizador, é necessário conectá-la a um smartphone para revisar, salvar e compartilhar os vídeos e fotos feitos. 

Para alcançar esse funcionamento, o Google colocou uma “VPU”, ou unidade de processamento de visão, desenvolvida pela Intel. O chip, chamado Movidius Myriad 2, trabalha especificamente nas funções da Clips, consumindo pouca energia.

Menos trabalho

Com visual característico de câmeras clássicas como as da Polaroid, ela é bastante pequena (54x54x36 mm) e leve (55 g), conta com 16 GB de memória e tem um clipe para ser pendurada no ambiente ou servir de apoio para deixá-la em superfícies como mesas. 

O objetivo do Google com o Clips é automatizar o processo de tirar fotografias e reduzir o tempo gasto revisando as fotos tiradas. Blaise Agüera y Arcas, diretor de inteligência de máquina do Google, disse que “com o Clips, estamos possibilitando que as pessoas capturem e compartilhem seus momentos naturalmente e sem fricção”. 

O Google Clips ainda não tem previsão de lançamento, mas já tem preço definido nos Estados Unidos, de US$ 249. Em entrevista ao Buzzfeed News, Agüera y Arcas disse que se trata de “um produto muito incipiente, quase experimental” e que “não espera que ele seja um campeão de vendas”.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.