i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Greve dos caminhoneiros

Falta de combustível pode comprometer serviços de internet e telefonia, dizem operadoras

SindiTelebrasil pediu à Anatel prioridade para abastecer os veículos usados na manutenção de redes

    • Folhapress
    • 28/05/2018 12:13
     | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
    | Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

    O SindiTelebrasil, que reúne prestadoras de serviços de telecomunicações, pediu formalmente à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que haja prioridade no abastecimento de veículos usados na manutenção de redes.

    LEIA: Tudo sobre a greve dos caminhoneiros

    O objetivo, segundo o sindicato, é proteger a operação de infraestrutura crítica de telecomunicações.

    Também foi solicitada a escolta de caminhões-tanque até os reservatórios de abastecimento dos geradores usados nas centrais de telecomunicações, que são acionados em casos de falta de energia comercial.

    As prestadoras informam que estão com seus estoques de combustível praticamente zerados, em razão da paralisação  dos caminhoneiros, e que, se não forem tomadas medidas emergenciais, os serviços de manutenção e reparo não poderão ser realizados. 

    Isso poderá prejudicar não só o consumidor individual, mas principalmente órgãos com atividades essenciais, como hospitais, bombeiros, segurança pública, que poderão ter serviços de telefone, SMS e internet suspensos por eventuais falhas que não possam ser corrigidas, pela impossibilidade de deslocamento das equipes.

    O SindiTelebrasil alertou principalmente para a dificuldade de atendimento de falhas massivas, que, quando ocorrem, atingem milhares ou até milhões de pessoas, interrompendo diversos serviços de telecomunicações.

    LEIA TAMBÉM:Indústria e varejo têm perdas bilionárias devido aos bloqueios das rodovias

    A Claro, do mesmo grupo da Net, também divulgou uma nota informando que seus serviços de manutenção podem ficar prejudicados devido às paralisações. 

    A empresa diz esperar que negociações para o fim da paralisação evoluam com a máxima urgência, além de pedir desculpas e se solidarizar com seus clientes.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.