094527

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Economia
  3. Nova Economia
  4. Grupo Positivo compra faculdade em Londrina 

negócios

Grupo Positivo compra faculdade em Londrina 

É a primeira vez que a companhia paranaense adquire um estabelecimento de ensino no interior do estado

  • Da Redação
Faculdade Arthur Thomas, comprada pelo Grupo Positivo.  | Divulgação/Grupo Positivo
Faculdade Arthur Thomas, comprada pelo Grupo Positivo.  Divulgação/Grupo Positivo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Pouco mais de um ano após ter iniciado o plano de comprar marcas regionais fortes para crescer nacionalmente, o Grupo Positivo anuncia a sua segunda aquisição em seus 45 anos de história. A companhia comprou a Faculdade Arthur Thomas (FAAT), em Londrina, fato que marcou a entrada do grupo na segunda maior cidade do Paraná. No ano passado, o grupo entrou de vez em Santa Catarina ao comprar o Colégio Posiville.

LEIA MAISGrupo Positivo mira aquisições de escolas e universidades para crescer

A Faculdade Arthur Thomas foi fundada em Londrina, município do Norte do Paraná, em 2004. Ela oferece oito cursos de graduação, como Administração e Direito, e cinco opções de pós-graduação, entre especializações e MBAs. A faculdade conta com 2 mil alunos e cerca de 150 professores. 

Toda a sua estrutura física e o corpo docente e discente foram integrados pelo Grupo Positivo, que passar a administrar a instituição. O nome da faculdade muda um pouco e passa a se chamar Universidade Positivo - Faculdade Arthur Tomas. A oferta de cursos e o corpo discente foram mantidos.

O Grupo Positivo explica que adquiriu a faculdade em Londrina para entrar na segunda maior cidade do Paraná. A empresa explica que é crescente a demanda de estudantes da região e que Londrina é uma cidade escolhida por jovens de todo o Paraná, além das regiões Sudeste e Centro-Oeste, para cursar o ensino superior.

O valor da aquisição da Faculdade Arthur Thomas não foi relevado.

Plano de expansão

A estratégia faz parte também do plano de expansão lançado pelo grupo no ano passado. Para crescer nacionalmente e deixar de ser uma instituição de ensino conhecida somente em Curitiba, o braço educacional do Grupo Positivo começou a adquirir marcas fortes regionais, principalmente no Sul do país.

A primeira aquisição aconteceu em junho de 2016, quando a empresa comprou o Colégio Posiville, em Joinville. O colégio já era administrado por alguns professores do Positivo, mas tinha administração independente da empresa paranaense. O colégio, que virou Colégio Positivo Joinville, tem três unidades em Santa Catarina e atende alunos da educação infantil ao ensino médio. 

Na área educacional, o grupo tem cinco colégios, que atendem alunos da educação infantil ao ensino médio, dois cursos pré-vestibular, sete universidades (incluindo a aquisição de Londrina) e treze polos de educação a distância. 

Ao todo, o  Grupo Positivo tem pouco mais de 40 mil alunos, dividos em 5 mil no curso pré-vestibular, 7,2 mil no ensino fundamental e médio e mais de 28 mil estudantes no ensino superior. 

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE