i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Varejo

O Boticário controlará área cultural do Estação

Só o Museu Ferroviário passa para a administração de novo dono

  • PorRosana Félix
  • 17/02/2007 18:48
Saiba mais sobre a Rua Dias da Rocha Filho |
Saiba mais sobre a Rua Dias da Rocha Filho| Foto:

O grupo K&G, que também controla O Boticário, confirmou ontem a venda do Shopping Estação e do Estação Embratel Convention Center para a empresa BR Malls, que já vinha administrando o shopping desde 6 de fevereiro. As empresas não informaram o valor da negociação. O Estação, inaugurado em 1997, foi construído pelo valor de cerca de R$ 70 milhões e recebeu investimentos de pelo menos R$ 6 milhões nos últimos anos. Já o centro de convenções, inaugurado em 2004, custou cerca de R$ 75 milhões.

De acordo com nota divulgada pelo grupo paranaense, o processo da venda não interfere na rotina dos empreendimentos. As lojas e a programação do Convention Center para os próximos meses serão mantidas. Os espaços culturais do Instituto Boticário dentro do shopping, como o Teatro do Dr. Botica, o Espaço do Boneco, o Espaço Perfume e a Estação Natureza continuarão sob a administração da entidade. Essas atrações são a marca pessoal do empresário Miguel Krigsner, fundador e presidente de O Boticário, no empreendimento. Já o Museu Ferroviário passará a ser de responsabilidade da BR Malls.

A diretoria de O Boticário não quis se pronunciar sobre a venda. A BR Malls informou, por meio da assessoria de imprensa, que está cumprindo período de quarentena após abrir seu capital na Bovespa e por isso não poderia comentar a negociação. De acordo com o prospecto da companhia, a BR Malls Participações S.A é composta pelo grupo GP Investments, Equity International e Ecisa.

O Shopping Estação é o primeiro empreendimento de propriedade exclusiva da BR Malls. A empresa detém participação em nove shoppings, sendo que um deles está em construção. O porcentual médio de participação nesses estabelecimentos é de 57,1%. São eles: Shopping Recife, NorteShopping (RJ), Shopping Villa Lobos (SP), Shopping Del Rey (MG), Shopping Campo Grande (MS), Shopping Iguatemi Caxias do Sul (RS), Goiânia Shopping (GO), Shopping Independência (MG), além do Estação. A BR Malls também presta serviços de consultoria e administração para outros 15 shoppings ou centros comerciais de terceiros em todo o Brasil, entre eles o Crystal Plaza.

Histórico

Originalmente, o Estação foi criado para ser um "shopping de lazer", proposta que não vingou. O grupo K&G, do empresário Miguel Krigsner, adquiriu o empreendimento em 2000, em parceria com o Polloshop, com o propósito de dar ao local um viés mais popular. Dois anos depois, sem sucesso, a união foi desmanchada e Krigsner fez novas reformas e ampliou o mix de lojas, atraindo grandes âncoras, como Americanas, Marisa & Família, Renner, Colombo, Kalunga e Riachuelo. De acordo com informações da assessoria de imprensa, nessa época o número de visitantes do shopping dobrou, passando de 4 milhões de pessoas ao ano para 8 milhões. O estacionamento também foi ampliado e ganhou 450 novas vagas, totalizando espaço para 1,8 mil veículos.

Em 2004, foi inaugurado o Estação Embratel Convention Center. Com área de 25 mil metros quadrados, é um dos maiores e mais modernos centro de convenções do Mercosul. Do total investido no empreendimento, R$ 75 milhões, cerca de 60% foram obtidos em financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.