i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
EUA

Obama quer manter corte de impostos para classe média

Os cortes de impostos adotados durante o governo de seu antecessor, o republicano George W. Bush, valem somente até o fim deste ano

  • PorAgência Estado
  • 10/09/2010 12:31

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse hoje que quer ver as reduções de impostos para a classe média prorrogados antes de qualquer discussão sobre a principal proposta do Partido Republicano (de oposição), de prorrogar os cortes de tributos que beneficiam os mais ricos. Durante entrevista coletiva na Casa Branca, o presidente afirmou que democratas e republicanos concordam que as reduções de impostos para a classe média devem ser prorrogadas. "Vamos implementar aquilo que todos concordam que precisa ser feito. Vamos trabalhar nisso", disse Obama.

O presidente usou o debate sobre impostos como exemplo das diferenças entre republicanos e democratas. Os cortes de impostos adotados durante o governo de seu antecessor, o republicano George W. Bush, valem somente até o fim deste ano. Obama quer que sejam prorrogados apenas os que beneficiam a classe média, o que inclui quem tem renda anual de até US$ 250 mil por ano. Os republicanos, por sua vez, querem que os benefícios para os mais ricos também sejam prorrogados, o que é apoiado por alguns integrantes da ala mais conservadora do Partido Democrata.

Obama disse que manter os benefícios para os mais ricos é "uma ideia ruim", porque isso acrescentaria US$ 700 bilhões aos déficits orçamentários durante os próximos dez anos. Ele citou economistas segundo os quais essas benesses são "a pior maneira de estimular a economia".

Para o presidente, os republicanos não apresentaram nenhuma ideia nova sobre como fomentar o crescimento econômico. Ele acrescentou que a turbulência vivida pela economia nos últimos anos é um resultado direto de quase dez anos de domínio político dos republicanos e que somente os democratas têm um plano adequado para enfrentar os ventos contrários.

Sobre outros assuntos, Obama disse ver "obstáculos enormes" para um acordo de paz entre Israel e os palestinos. O presidente também disse que queimar o Alcorão em público - como quer um pastor evangélico da Flórida - seria "a melhor ferramenta de recrutamento para a Al Qaeda". Obama admitiu ainda que "ficou aquém" de suas promessas de fechar a prisão militar de Guantánamo, em Cuba, onde dezenas de suspeitos de terrorismo estão sendo mantidos há anos sem que sejam feitas acusações formais contra eles. As informações são da Dow Jones.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.