Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, afirmou nesta segunda-feira que não vai aceitar aumento unilateral no preço do gás importado da Bolívia, mas que vai negociar com a estatal boliviana de hidrocarbonetos YPFB.

Ao participar as comemorações pelo início da produção do FPSO Capixaba, em Vitória, ele disse que a empresa discutirá o tema "num plano racional, técnico e econômico, com base no contrato".

Ele também contou que irá propor que a estatal boliviana não faça qualquer reajuste do preço do gás.

Sobre as declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de que se houver aumento a Petrobras não repassará ao consumidor, Gabrielli disse que não pode comentar sobre repasse porque não prevê aumento.

- Quem está falando em não fazer repasse? Estou dizendo que não vai ter aumento...vamos discutir e negociar, a regra do jogo é essa - afirmou, segundo a agência de notícias Reuters.

- O presidente Jorge Alvorada coloca de forma clara que eles vão propor o aumento, nós vamos propor que não tenha aumento, vamos sentar e discutir como dois representantes de empresa - complementou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]