i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Transportes

Projeto cria estatal para trem-bala

Texto em trâmite na Câmara prevê que profissionais da nova companhia sejam concursados, o que gera expectativa de seleção em breve

  • PorAgência JC Concursos
  • 28/08/2010 21:01
TGV, na França, opera com rodas sobre trilhos: modelo é uma das opções sendo estudadas pelo governo brasileiro para implementação no eixo Rio-São Paulo | Loopzilla / Creative Commons
TGV, na França, opera com rodas sobre trilhos: modelo é uma das opções sendo estudadas pelo governo brasileiro para implementação no eixo Rio-São Paulo| Foto: Loopzilla / Creative Commons

Já tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei n.º 7.673/2010, que propõe a criação da Empresa de Transporte Ferroviário de Alta Velocidade (Etav). O projeto prevê que os profissionais da companhia sejam concursados, o que gera a expectativa de abertura de seleções logo que a futura empresa comece a funcionar. Atualmente, o PL está sob a análise da Comissão de Trabalho de Administração e Serviço Público da Câmara. Em seguida, será analisado pelas comissões de Viação e Transportes, Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça. O documento tramita em caráter conclusivo e, por isso, dispensa a votação em plenário. Se aprovado na Câmara, o PL segue para o Senado e, posteriormente, para a sanção do presidente da República.

De acordo com o projeto de lei, os futuros funcionários da Etav serão admitidos pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e as contratações ocorrerão somente após a aprovação dos profissionais em concurso de provas ou de provas e títulos.

Servidores

Assim como a recém-criada Pré-Sal S.A, a futura companhia ainda não tem o número definido de servidores que farão parte de seu quadro de pessoal. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério dos Transportes, pasta a qual a Etav estará vinculada, ainda não há uma estimativa de quantos profissionais a nova empresa poderá ter.

Além de exigir a realização de concursos para ingresso na estatal, o PL também prevê que processos seletivos simplificados sejam feitos para o período inicial de funcionamento da Etav. As contratações temporárias poderão ocorrer até três anos após a instalação da empresa. Segundo o projeto de lei, será permitido à companhia manter os temporários por um período de três anos, prorrogável por até mais dois anos.

A proposta de implementação da empresa surge ao mesmo tempo em que o governo federal dá início ao processo de licitação para a concessão da exploração do trem-bala, que fará o transporte de alta velocidade de passageiros entre as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. A expectativa do governo é de que as obras do trem-bala possam começar até o fim de 2011.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.