A caderneta de poupança registrou em maio captação positiva de R$ 2,1 bilhões. Segundo dados do Banco Central, nos primeiros cinco meses do ano, os depósitos superaram os saques em R$ 8 bilhões. É o maior volume registrado na série histórica iniciada em 1995.

"O crescimento da economia tem aumentado a renda e o número de empregados, o que cria condições para o aumento da poupança, principalmente entre os clientes de menor renda", diz o administrador de investimentos Fábio Colombo

Os fundos de investimento também tiveram desempenho positivo no mês passado: registraram captação líquida de R$ 1,8 bilhão, puxados pela procura por multimercados, que receberam sozinhos R$ 4,2 bilhões. No ano, a entrada de recursos em toda a indústria de fundos é de R$ 35 bilhões, segundo dados da Associação Nacional das Entidades do Mercado Financeiro (Ambima).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]