i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Emprego

RMC criou 43 mil vagas

  • PorHelena Carnieri
  • 16/02/2007 18:45

O ano de 2006 foi o melhor para quem procurou emprego na região de Curitiba desde 1992, quando o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese) começou a analisar dados do Ministério do Trabalho e Emprego. O saldo de empregos gerados na região (42,7 mil vagas) foi 3% maior do que em 2004, que detinha o melhor nível de emprego.

O resultado do estado como um todo foi o segundo melhor do período. Entre o início e o fim do ano, o estoque de trabalhadores paranaenses aumentou 4,9%, fechando dezembro com 1,857 milhão de empregados com carteira assinada. A geração de 86,4 mil vagas representa resultado 19,3% maior do que o de 2005. "A partir de setembro do ano passado percebemos uma forte recuperação no número de contratações", avalia o economista do Dieese, Sandro Silva.

O setor que mais abriu vagas foi o de serviços, responsável por 38,3% dos empregos gerados no estado. Dentre eles, 10,8 mil foram para vagas de vigilância, limpeza e recursos humanos. Para o Dieese, o número indica crescimento da terceirização de cargos e de contratações temporárias. A lista de grandes empregadores segue com o serviço de transporte, hotéis e restaurantes e ensino.

O comércio, com 21,2 mil novas vagas, contratou reforços para as lojas varejistas, mas o resultado foi pior do que o de 2005. Na pesquisa realizada pela Federação do Comércio, a região de Curitiba empregou apenas 0,36% a mais em 2006.

A indústria da transformação segue com 21,1 mil vagas, quase a metade delas concentrada no setor de alimentos, bebidas e álcool. No ano, o único segmento que reduziu seu estoque de empregados foi o da madeira e mobiliário, que perdeu 2,2 mil vagas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.