i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Mercado financeiro

Sem novidades na Previdência, Bolsa recua mais uma vez

Ibovespa fechou abaixo dos 95 mil pontos. Aversão ao risco no exterior também motivou retração

    • São Paulo
    • Folhapress
    • 11/02/2019 18:26
     | NELSON ALMEIDA/AFP
    | Foto: NELSON ALMEIDA/AFP

    A Bolsa brasileira recuou quase 1% nesta segunda-feira (11), reflexo da falta de notícias sobre a reforma da Previdência e aversão a risco no exterior, enquanto investidores aguardam negociações que podem encerrar a guerra comercial entre Estados Unidos e China. O dólar avançou, em linha com o exterior. 

    O Ibovespa, principal índice acionário do país, perdeu 0,98% e fechou a 94.412 pontos. O giro financeiro foi de R$ 12,5 bilhões, abaixo da média do ano. O índice foi pressionado pela queda dos papéis com maior peso na Bolsa, como Petrobras bancos. 

     A Vale cedeu 2,64%, ainda na esteira do impacto da tragédia de Brumadinho sobre a companhia e mesmo com a alta de mais de 7% nos preços do minério de ferro. Desde o rompimento da barragem, a matéria-prima se valorizou mais de 35%. 

    LEIA TAMBÉM: Com investidor estrangeiro, Bolsa brasileira deve ir além dos 100 mil pontos

     No exterior, as Bolsas europeias avançaram, mas as americanas oscilavam pouco, reflexo da expectativa de investidores sobre nova rodada de negociações entre americanos e chineses. 

     "O assunto da guerra comercial entre EUA e China ainda está longe de acabar, de chegar a um acordo e isso traz um pouco mais de volatilidade para o mercado, o que faz com que investidores tentem fugir do risco", disse gerente de tesouraria do Travelex Bank, Felipe Pellegrini. 

     A moeda americana avançou 0,80%, a R$ 3,7630. No exterior, de 24 divisas emergentes, 22 perderam valor para o dólar nesta segunda.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.