Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Paraná cria 1,8 mil empregos em julho; pior desempenho no ano

No pior julho em 10 anos para os empregos formais no Brasil o Paraná registrou apenas 1.800 vagas no saldo entre trabalhadores admitidos e desligados no estado durante o mês

Leia matéria completa

A taxa de desemprego desacelerou e foi a 5,6% em julho, abaixo da registrada no mês anterior (6%). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (22) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O resultado foi inferior às estimativas dos analistas, que projetavam taxa de 5,8% no mês. Segundo a pesquisa do IBGE, a população desocupada chegou a 1,4 milhão de pessoas nas seis regiões metropolitanas, estável em relação a junho e julho de 2012.

Já a população ocupada atingiu 23,1 milhões de pessoas, também estável em relação a junho e alta de 1,5% ante julho de 2012.

O rendimento médio real dos ocupados foi estimado em R$ 1.848,40, 0,9% menor do que o apurado em junho e 1,5% acima do verificado em julho de 2012.

A massa de rendimento real totalizou R$ 43,1 bilhões, estabilidade na comparação com junho. A Pesquisa Mensal de Emprego é realizada nas regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

A inflação alta e as incertezas dos empresários em relação à economia atingiu o mercado formal de trabalho. Ontem, o Ministério do Trabalho divulgou que pela primeira vez desde 2003, o mês de julho registrou fechamento de vagas com carteira assinada nas regiões metropolitanas.

O saldo entre contratações e demissões ficou negativo em 11.058 postos nas nove regiões metropolitanas avaliadas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]