150339

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Economia
  3. Unifil, de Londrina, fecha contrato de serviços com instituição americana

Educação

Unifil, de Londrina, fecha contrato de serviços com instituição americana

Ilumno vai oferecer técnicas de gestão e ensino para acelerar crescimento de instituição paranaense

  • Antoniele Luciano Especial para a Gazeta do Povo
 |
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Centro Universitário Filadélfia (Unifil), de Londrina, no Norte do Paraná, foi a primeira instituição de ensino brasileira a assinar um contrato com a norte-americana Ilumno para a adoção de novas práticas de gestão e ensino. O acordo de oferta de serviços compartilhados de educação faz parte de um projeto da Ilumno para fechar parcerias com 15 instituições de ensino no país até 2020.

O trabalho consiste na oferta de serviços de alto valor agregado para a comunidade estudantil e acadêmica, além dos colaboradores e líderes da instituição, por meio de equipes da Ilumno e de uma plataforma tecnológica, para acelerar o crescimento das instituições de ensino. Hoje, a Ilumno está presente em sete países da América Latina – Argentina, Brasil, Chile, Costa Rica, Colômbia, Panamá e Paraguai. A instituição conta 10 mil docentes e colaboradores e 200 mil alunos. Deste total, 56 mil estão na Universidade Veiga de Almeida, no Rio de Janeiro, e na Unijorge, em Salvador, compradas pela empresa nos últimos anos.

Siga a Gazeta do Povo no LinkedIn

O compartilhamento de serviços foi o caminho escolhido para a Ilumno crescer no Brasil sem a necessidade de fazer mais aquisições. O projeto receberá R$ 173 milhões em investimentos até 2020, que devem gerar 2 mil empregos diretos e indiretos, entre professores, tutores e equipes de suporte acadêmico.

Apesar da experiência em serviços compartilhados na educação ser nova para o país, a atividade já vem sendo executada pela Ilumno desde sua fundação, em 2006. O modelo, conforme o CEO da instituição, Pete Pizarro, vem obtendo êxito na Argentina e Colômbia. O objetivo, em todos os casos, é ampliar o acesso à educação superior de qualidade.

“Na Argentina, colaboramos com uma pequena universidade de Córdoba que se transformou na maior universidade privada daquele país, atualmente com quase 55 mil alunos. Na Colômbia, os nossos parceiros são líderes indiscutíveis de educação a distância (EAD), com quase 50% de participação de mercado”, comenta Pizarro. “A Ilumno integra melhores práticas, processos e metodologias que ajudarão a Unifil a dar um passo estratégico para reforçar a sua liderança a nível nacional e agora também a nível internacional”, assinala.

A escolha da Unifil para esta parceria, observa o presidente da Ilumno, Arlindo Vianna, considera indicadores de qualidade da universidade, como o Índice Geral de Cursos (IGC), do Ministério da Educação. A Unifil tem nota 4, numa escala de 1 a 5. “Todos os nossos parceiros precisam ter qualidade e potencial para ter mais eficiência na gestão”, pontua. Ele observa que as instituições conveniadas com a Ilumno passam a fazer parte de uma rede que lhes possibilita compartilhar não só investimentos em infraestrutura, como polos para Ensino a Distância (Ead), mas também tecnologia. “Essa parceria é um passo para conseguirmos contribuir com a nação em relação ao ensino superior”, reforça.

Oportunidades

De acordo com o reitor da Unifil, Eleazar Ferreira, o convênio abre caminho para o fortalecimento pedagógico, científico e tecnológico da Unifil e, sobretudo, para internacionalização de ações da instituição. Isso deve criar oportunidades de intercâmbio de estudos e qualificação para a comunidade acadêmica e profissional. “Acreditamos que esse alinhamento nos fará muito bem. O aluno precisa estar preparado para o mundo globalizado e o trabalho cooperativo. É isso o que vamos fazer”, afirma.

Os trabalhos entre a Ilumno e Unifil começam efetivamente em 2017. Uma vez parte da rede internacional, os professores da Unifil passarão a contar com a experiência de outras dez instituições atendidas pelos serviços compartilhados pela Ilumno. Programas de bolsas de estudos e subsídios de US$ 60 milhões por ano também estarão disponíveis aos estudantes.

Com 45 anos de atuaçao no ensino superior, a Unifil tem hoje 10 mil alunos na graduação presencial, pós-graduação e ensino a distância e 600 docentes.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O jornalismo da Gazeta depende do seu apoio.    

Por apenas R$ 0,99 no 1º mês você tem
  • Acesso ilimitado
  • Notificações das principais notícias
  • Newsletter com os fatos e análises
  • O melhor time de colunistas do Brasil
  • Vídeos, infográficos e podcasts.
Já é assinante? Clique aqui.
>