Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em queda na quarta-feira, depois que investidores reavaliaram as expectativas sobre a quantidade de estímulo que o Federal Reserve pode anunciar na próxima semana.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 0,39 por cento, para 11.126 pontos. O S&P 500 perdeu 0,27 por cento, a 1.182 pontos.

Por outro lado, o termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,24 por cento, para 2.503 pontos.

Com incertezas antes das eleições legislativas nos EUA e do encontro de política monetária do Fed nos dias 2 e 3 de novembro, profissionais do mercado se posicionaram para mais volatilidade à frente. O índice de volatilidade VIX subiu 2,4 por cento, terceira alta seguida.

As ações ligadas a matérias-primas, que tiveram rali nas últimas semanas por expectativas de volumosos estímulos, apresentaram o pior desempenho do pregão. O índice S&P para esse setor recuou 0,9 por cento.

Nesse segmento, exibiram as maiores quedas Freeport McMoRan Copper & Gold, baixa de 2,8 por cento, e AK Steel Holding, com perda de 3,4 por cento.

Nas últimas sessões, investidores reduziram as apostas no tamanho e no momento das potenciais compras de Treasuries pelo Fed. O Wall Street Journal reforçou essa postura após publicar que o banco central norte-americano espera evitar uma aproximação muito agressiva.

"As pessoas estão utilizando isso como razão para embolsar lucros após o que tem sido considerado um forte bimestre para as ações", disse Tim Holland, um dos gerentes de carteira da Aston/TAMRO Diversified Equity Fund, em Alexandria, Virginia.

Na contramão, o Nasdaq subiu amparado pelo salto de 11,7 por cento nos papéis de Broadcom, um dia após a companhia ter informado uma inesperada previsão de alta em sua receita do quarto trimestre.

As ações da fabricante de produtos de consumo geral Procter & Gamble avançaram 0,4 por cento. O lucro trimestral da companhia superou as expectativas, ajudado pela força dos mercados emergentes.

A pauta macroeconômica deu sinais diversos. As vendas de novas moradias subiram mais que o esperado em setembro, mês em que a demanda por bens duráveis, excluindo o setor aéreo, inesperadamente recuou .

Os papéis de companhias argentinas saltaram, após a notícia da morte do ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner.

Os ADR's de Transportadora de Gas Del Sur SA, maior operadora do sistema de gás natural do país, dispararam 9,6 por cento, enquanto os de IRSA Investments and Representations avançaram 7,6 por cento.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]