Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • P

    Patricia

    ± 264 dias

    Toda essa análise sobre métodos é meticulosamente feita na obra "Alfabetização: a questão dos métodos", de Magda Soares (Contexto, 2018). E eis a pergunta: POR QUAL MOTIVO O MEC NÃO CONVIDOU SOARES E MORAIS PARA PARTICIPAREM DA CONABE? Se alguém tiver essa resposta, fará um bem danado para os muitos interessados na área.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • ± 185 dias

      Acho que precisa rever sua posição lendo os livros de Stanislas Dehaene ou o livro A Falácia do Construtivismo ( editora Kirion) de autoria de Kátia Simone Benedetti

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • P

      Patricia

      ± 263 dias

      Adriano: Soares e Morais são contrários ao método fônico e explicam suas razões nesses livros que citei e o mais importante: apresentam seus argumentos pautados em dados de pesquisas científicas também. No caso dela, inclusive, com dados que coletou em pesquisas mundo afora. Eu acredito realmente que estamos assistindo (mais uma vez!) um método ressurgir das cinzas como se fosse a salvação desse panorama trágico de alfabetização. Só penso que deve haver cautela. Não adianta buscar uma solução simples para um problema complexo.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      Adriano

      ± 264 dias

      A Magda Soares se posiciona contra a abordagem fônica, que é indicada pela ciência cognitiva mais recente (ela é contra o que está escrito na matéria). Por isso o MEC não a chamou, acredito, e nem deveria.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Patricia

    ± 264 dias

    Infelizmente, pelo que tudo indica, teremos mais uma vez o que Mortatti (Os sentidos da alfabetização, Unesp; Conped - 2000) vem sinalizando: uma contínua alternância entre "métodos inovadores" e "tradicionais". Um "novo" método é proposto para, em seguida, ser criticado e negado, sendo então substituído por outro "novo" que qualifica o anterior de "tradicional". Muitas vezes o "novo" é apenas o retorno de um método anteriormente apontado como tradicional... Faz sentido para vocês? E tudo permanece como antes... Essa alternância não levará a nada!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Patricia

    ± 264 dias

    Recomendo à equipe da Gazeta do povo e todos os demais interessados no assunto a lerem "Alfabetização: a questão dos métodos", de Magda Soares (Contexto, 2018) e "Consciência fonológica na educação infantil e no ciclo de alfabetização", de Artur Gomes de Morais (Autêntica, 2019) para realizarem uma análise mais aprofundada e, na medida do possível, imparcial. Ambos os autores que citei analisam as evidências científicas que estão sendo adotadas pelos 12 especialistas nomeados pelo MEC e estabelecem apontamentos importantes. Por sua vez, os tais 12 especialistas simplesmente seguem com suas vertentes de pesquisas sem considerar o que outras também trazem de dados científicos. Confiram!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Lourdes Dantas

    ± 265 dias

    Sou professora, estudo e me dedico muito ao meu trabalho. Infelizmente, conheço muitos prof que não têm o perfil adequado à profissão. Prof que, sequer, dominam os conteúdos de suas disciplinas. E pior: em vez de fazerem uma autocrítica, procurando formas de sanar suas deficiências, ficam repetindo as lamúrias de sempre, culpando o governo, o sistema, blá blá blá... Prof tem que estudar muito, ser pesquisador. Mas é muito mais fácil aderir ao vitimismo e às falácias propagadas por sindicatos, especialistas marxistas etc.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • A

      Ana Cristina

      ± 265 dias

      não consigo responder, porque estou te aplaudindo!!!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    DENISSON HONORIO DA SILVA

    ± 265 dias

    Isto é estarrecedor que se perpetuam coisas como essa em nosso país. Milhares de crianças perdidas por uma idiotice de esquerdopatas que tomaram conta das universidades brasileiras muito antes do PT e PSDB. Sim, isto vem de longa data. Insidiosamente tomaram o sistema educacional brasileiro ainda na época da guerra fria com a visão de Marx. Isto sim é que podemos afirmar Tristes Trópicos. Um paraiso nefastamente habitado por seres abominaveis que se alimentam dos seres convertidos em zumbis analfabetos. Incapazes que serão de adorar um clássico da literatura ocidental por não serem do contexto terceiro-mundista.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.