i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Críticas do presidente

Bolsonaro: “a educação foi excepcional para o propósito do PT: formar militantes”

  • PorGazeta do Povo
  • 26/11/2020 21:21
Educação foi o tema principal da live de Bolsonaro
Educação foi o tema principal da live de Bolsonaro nesta quinta-feira (26)| Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro fez críticas à doutrinação em sala de aula e à adoção da "linguagem neutra" no ambiente escolar na live desta quinta-feira (26). “A educação foi excepcional para o propósito do PT: formar militantes”, disse Bolsonaro, ao afirmar que o fraco desempenho de estudantes brasileiros em exames internacionais, como o Pisa, é consequência das ações adotadas nos governos do PT e também da implementação da doutrina de Paulo Freire no ensino.

Acompanhado do ministro da Educação, Milton Ribeiro, e do secretário de Alfabetização do MEC, Carlos Nadalim, que apresentaram balanço de algumas das principais ações da pasta, o presidente também criticou, sem citar nomes, a ação de uma escola particular do Rio de Janeiro com relação à ideologia de gênero - havia anunciado a intenção de adotar a chamada "linguagem neutra".

De acordo com o presidente, quando a escola não se ocupa de seu verdadeiro propósito - ensinar Matemática, Português e as demais matérias, o resultado aparece “no fim da linha” - desempenho pífio nos exames internacionais, falta de conhecimento em leitura e cálculos básicos e ainda na formação deficitária para o mercado de trabalho.

Bolsonaro e Ribeiro também ressaltaram que a falta de respeito de parte dos alunos com os professores é um dos grandes problemas da educação brasileira atualmente. Para eles, a escola cívico-militar irá ajudar a resolver essa questão, pois o modelo contempla "hierarquia e disciplina". Os gestores do MEC, porém, salientaram que a pandemia impediu que o projeto de avançasse como estava previsto em 2020.

Universidades

O presidente também criticou o fato de partidos de esquerda terem recorrido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para obrigá-lo a nomear o primeiro colocado da lista tríplice para o cargo de reitor nas universidade públicas. Bolsonaro destacou que a lei determina que ele escolha um entre os três nomes da lista. “Por que no governo do PT não tentou mudar isso? Porque a questão ideológica falava mais alto”, afirmou.

Segundo ele, na atual gestão, a decisão sobre os reitores é tomada levando em conta o desempenho da universidade e se está “bem ranqueada”. “No meu entender, a educação [nas universidades] foi aparelhada no Brasil e a gente quer mudar isso. Não quero colocar um cara da direita ou de extrema-direita, como acusam. Quero colocar um diferente do que não está dando certo”, afirmou Bolsonaro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.