Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Lucas Braga
| Foto: Lucas Braga

Em um concurso para selecionar novos professores, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) está ofertando uma vaga para docente que lecione sobre “Gênero e Sexualidade - Perspectivas Queer/LGBTI”. Entre os requisitos para o cargo está a necessidade de que o candidato tenha experiência em ativismo e produção acadêmica no assunto. O salário pode chegar a R$ 16.199,24.

Leia também: Curso aplica ideologia de gênero à interpretação da bíblia

Segundo Scott Yenor, cientista político em relatório publicado pela Heritage Foundation, a teoria queer "sustenta que todas as expressões de gênero e sexualidade são socialmente construídas e, portanto, maleáveis, com a esperança de que celebrar estilos de vida supostamente estranhos [queer] irá minar ou ‘problematizar’ noções fixas de identidade pessoal e distinções rígidas”. A definição também apareceu no caderno de propostas da 3ª Conferência Nacional de Políticas Públicas de Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, em 2016, que afirma que a teoria “propõe a desconstrução das identidades sexuais via discurso”.

Leia também: “Kit Gay”: o que é mito e o que é verdade

Requisitos da vaga

Para a vaga, são considerados os seguintes requisitos: 2.1 Ser portador do título de Doutor há, no mínimo, dois anos. 2.2 Seer docente ou pesquisador de reconhecida competência em sua área de atuação. 2.3 Apresentar produção científica relevante, especialmente nos últimos 5 anos. “Formação com foco nos estudos queer/LGBTI. Práticas de pesquisa/extensão e ensino no campo de estudos queer/LGBTI. Experiências internacionais e/ou nacionais no campo da produção acadêmica e do ativismo LGBTI/Queer. Produção científica no campo LGBTI/Queer”, diz o edital do concurso.

Alunos de todos os cursos de graduação da UFMG poderão se inscrever nas “disciplinas transversais”, que serão ofertadas pelos professores que passarem no concurso. “As Formações Transversais são atividades acadêmicas que abordam temáticas de interesse geral visando incentivar a formação de espírito crítico e proporcionar visão aprofundada em relação às grandes questões do país e da humanidade”, explica o site da instituição.

Leia também: As manobras da ideologia de gênero para ensinar mentiras a seu filho

A universidade também quer contratar docentes que abordem temas como “Acessibilidade e Inclusão”, “Culturas em Movimento e Processos Criativos”, “Direitos Humanos”, “Divulgação Científica”, “Empreendedorismo e Inovação”, “Relações Étnico-Raciais, História da África e Cultura Afro-Brasileira” e “Saberes Tradicionais”.

Procurada, a UFMG não se manifestou sobre o assunto.

Veja o edital do concurso:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]