Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Aulas dos calouros de Jornalismo começam efetivamente hoje. | Marcos Solivan / UFPR
Aulas dos calouros de Jornalismo começam efetivamente hoje.| Foto: Marcos Solivan / UFPR

Depois de três meses de incertezas e espera, os 25 calouros aprovados no curso de Jornalismo da Universidade Federal do Paraná (UFPR) começarão, efetivamente, as aulas hoje. Até a última terça-feira, a instituição continuava impedida pelo Ministério da Educação (MEC) de matricular novos alunos na graduação devido a duas avaliações insatisfatórias consecutivas no Conceito Preliminar de Curso (CPC), que leva em conta a estrutura do curso, o desempenho dos estudantes no Enade, o programa curricular, entre outros aspectos. Após uma nova vistoria, ocorrida em fevereiro, a suspensão foi revogada.

As matrículas dos alunos foram feitas até sexta-feira e para esta semana está prevista a convocação de candidatos para preencher as vagas remanescentes, inclusive as cinco que deixaram de ser ofertadas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). "Estou bem otimista. As expectativas são altas e tenho certeza de que serão correspondidas", afirma Monique Ryba Portela, 17 anos.

Compromissos

Para reverter a suspensão do MEC, a coordenação do curso de Jornalismo assumiu um protocolo de compromissos. Entre as propostas está a melhoria da biblioteca da graduação, que foi transferida recentemente para o câmpus Juvevê e deve receber, até o final do ano, investimento de R$ 50 mil em acervo. A reforma curricular proposta está em andamento e novas disciplinas deverão ser incluídas no programa em 2015. Além disso, um sistema de autoavaliação começou a ser estruturado.

As aulas dos cursos de Comunicação Social começaram em 17 de fevereiro e, desde então, alguns alunos – mesmo não matriculados – já vinham acompanhando as aulas. A orientação dada pela Reitoria aos professores é de que o conteúdo seja reposto para que os novos alunos não sejam prejudicados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]