Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

De acordo com o professor de Química Luiz Roberto de Lima, do curso Dom Bosco, a prova de Química deste ano da primeira fase da UFPR poderia ter sido mais abrangente na escolha dos assuntos. "Houve a cobrança das reações químicas, mas temas como radioatividade, eletroquímica, e equilíbrio químico, que são assuntos esperados, não apareceram", afirma.

Confira o gabarito provisório da primeira fase.

Ainda segundo o professor Luiz Roberto, foi uma prova bastante contextualizada nos enunciados, apresentando temas atuais como o vazamento de petróleo no Golfo do México. "Mesmo assim não foi uma prova fácil. Foram boas questões, bem montadas. Exigiram dos alunos alguns cálculos mais complicados", explica.

Para ele, o assunto carga formal, cobrado em uma das questões, pode ser facilmente confundido com o conceito de nox. "Além disso, para resolver a questão o aluno precisava saber a fórmula. O mesmo acontece com o conceito da energia livre. Em outros vestibulares a federal forneceu a fórmula, o que não aconteceu este ano", afirma.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]