• 16/11/2020 14:48
Covid-19

Prefeitos que distribuíram Ivermectina foram reeleitos

  • 16/11/2020 14:48
  • PorGazeta do Povo
    A prefeitura de Itajaí facilitou a adoção do tratamento profilático com ivermectina contra a Covid-19, mesmo sem estudos definitivos sobre a eficácia da substância.
    A prefeitura de Itajaí facilitou a adoção do tratamento profilático com ivermectina contra a Covid-19, mesmo sem estudos definitivos sobre a eficácia da substância.| Foto: Prefeitura / Itajaí

    Os prefeitos de Itajaí (SC), Paranaguá (PR) e Porto Feliz (SP), que distribuíram Ivermectina como forma de prevenção à Covid-19, foram reeleitos para mais quatro anos de mandato. A reeleição de Marcelo Roque em Paranaguá é considerada indefinida, porque a candidatura dele está sob judice na Justiça Eleitoral. Em Porto Feliz, a 100 km de São Paulo, e Itajaí, no litoral de Santa Catarina, os atuais prefeitos estão confirmados para mais quatro anos no cargo. As duas cidades são governadas por médicos. Cássio Prado, de Porto Feliz, foi o primeiro prefeito do Brasil e testar o tratamento profilático com Ivermectina, inspirado em experiência obtida pela cidade de Trinidad, na Bolívia, que afirma ter reduzido o número de internações após distribuir o remédio para parentes de pessoas contaminadas. Itajaí e Paranaguá seguiram o exemplo de Porto Feliz. Todos os prefeitos foram criticados, porque distribuíram Ivermectina sem a existência de estudos definitivos que comprovassem a eficácia do remédio no combate à Covid-19. A população aderiu ao tratamento profilático e os índices de casos confirmados, internações e mortes, de acordo com as Prefeituras, caíram.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.