113616

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Esportes
  3. Análise: conheça os adversários do Brasil na fase de grupos da Copa da Rússia

tabela

Análise: conheça os adversários do Brasil na fase de grupos da Copa da Rússia

  • Gazeta do Povo
 | KIRILL KUDRYAVTSEV/AFP
KIRILL KUDRYAVTSEV/AFP
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O Brasil conheceu nesta sexta-feira (1) os adversários na fase de grupos da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. A seleção comandada pelo técnico Tite terá Suíça, Costa Rica e Sérvia como rivais no Mundial. Confira um resumo das campanhas dos adversários nas eliminatórias e um raio-X de suas principais características. O Brasil estreia contra a Suíça, dia 17 de junho, às 15 horas, em Rostov.

Suíça

Campanha nas eliminatórias

Eliminada pela Argentina nas oitavas de final da Copa de 2014, a Suíça obteve a classificação para a Copa da Rússia ao vencer a Irlanda do Norte na repescagem das eliminatórias europeias. A campanha dos suíços no grupo B, entretanto, foi muito boa. O país terminou empatado com Portugal, com 27 pontos, mas perdeu a vaga direta no saldo de gols.

Destaques

Conhecida pela sólida defesa, a Suíça tem como características em Mundiais justamente o fato de sofrer poucos gols. Em 2006, foi eliminada sem ser vazada. Nas últimas eliminatórias, levou apenas sete em dez partidas. O time tem também destaques técnicos, como o volante Xhaka, do Arsenal, o meia Shaqiri, do Stoke City, e jovem Embolo, do Schalke 04.

Costa Rica

Campanha nas eliminatórias

Surpresa da Copa de 2014 ao ficar na liderança do forte grupo com Uruguai e Itália (acabou eliminada), a Costa Rica voltou ao Mundial de 2018 após conquistar a segunda posição nas eliminatórias das Américas do Norte e Central, atrás apenas do México. Em dez partidas, os costa-riquenhos venceram quatro, empataram quatro e perderam duas.

Destaques

Equipe forte fisicamente, a Costa Rica tem como grande estrela e destaque o goleiro Keylor Navas, do gigante Real Madri. Nas eliminatórias, a equipe montada pelo técnico Óscar Ramírez se notabilizou pelo forte esquema defensivo, comandado justamente por Navas. O destaque ofensivo segue sendo o meia Bryan Ruiz, que defende o Sporting, de Portugal.

Sérvia

Campanha nas eliminatórias

Após ficar de fora da Copa de 2014, a Sérvia selou o passaporte para o Mundial da Rússia após consolidar a liderança do grupo D, superando rivais como Irlanda, País de Gales e Áustria. Em 10 jogos, os sérvios venceram seis, empataram três e perderam somente uma. Foram vinte gols a favor e dez contra.

Destaques

Chama a atenção na seleção sérvia sua forte linha defensiva, formada por atletas de nível internacional, como o zagueiros Branislav Ivanovic, ex-Chelsea, e o lateral Aleksandar Kolarov, ex-City e atualmente na Roma, atuando em um esquema com três zagueiros. Nomes como o do volante Matic, do Manchester United, e Mitrovic, do Newcastle, também são referências técnicas.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE