Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Frevo, artesanato e comida típica no primeiro dia

Rio – No primeiro dia de trabalho do comitê de inspeção da Fifa, composto por cinco integrantes, Fortaleza, Recife/Olinda, Salvador, Maceió e Natal apresentaram ontem suas candidaturas para abrigar jogos da Copa do Mundo de 2014, caso o Brasil seja anunciado no dia 30 de outubro como a sede da competição.

Hoje, será a vez de Florianópolis, Curitiba, Cuiabá, Campo Grande e Goiânia exibirem seus projetos. Manaus, Rio Branco e Belém encerram amanhã a primeira etapa do processo de escolha. Depois, a comissão visitará Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro, último local de inspeção.

Primeira a se apresentar, For-taleza decorou a sala de reunião com paisagens típicas da capital do Ceará. Depois, o comitê da candidatura conjunta de Recife/Olinda serviu comidas e bebidas típicas da região para a comissão. Na ocasião, o multiartista Antônio Nóbrega e a dançarina Flayra Ferro deram uma demonstração de frevo, dança tradicional do folclore pernambucano.

Salvador exibiu um pouco de sua cultura, com direito à roda de capoeira, e baianas distribuíram para o comitê da Fifa colares e pulseiras do Senhor do Bonfim. "A Bahia tem sua magia. Estamos otimistas", disse o presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues Gomes.

Maceió e Natal apresentaram seus projetos com mais discrição para realizar uma Copa do Mundo. As 12 cidades escolhidas serão anunciadas até 31 de outubro de 2008.

O Atlético, que prefere ser tratado como simples coadjuvante na candidatura curitibana à Copa-2014, terá uma papel central durante a apresentação do estado aos delegados da Fifa.

A partir das 10 horas de hoje, em um hotel de luxo no Rio de Janeiro, representantes do governo, prefeitura e do clube terão uma hora para seduzir os cartolas da entidade máxima do futebol. Além de dividir o curto espaço de exposição em igualdade de condições com o poder público, caberá aos dirigentes do Rubro-Negro fechar a exibição com todo o peso no projeto de conclusão da Arena – palco escolhido para representar o Paraná.

Na disputa com a capital paranaense, mais 12 concorrentes (Belém, Campo Grande, Cuiabá, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Maceió, Manaus, Natal, Recife/ Olinda, Rio Branco e Salvador). Destas apenas cinco – no máximo sete – irão abrigar os jogos do Mundial.

Rio, São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte e Porto Alegre estão praticamente asseguradas. Essas capitais foram indicadas pela CBF para uma vistoria in loco dos representantes da Fifa no Brasil.

"Não sei qual o critério para tão poucas vistorias presenciais da Fifa. Falta de tempo? Não sei. Agora, o fato de Curitiba estar fora dessa relação de visitas, não quer dizer que estamos na segunda divisão. A CBF, através de um ofício, nos garantiu isonomia total", afirmou Celso Caron, secretário de Turismo.

Conforme a Gazeta do Povo apurou, o secretário estadual de turismo, Celso Caron, irá abrir a palestra. Amparado por um vídeo de três minutos mostrando pontos turísticos e o potencial paranaense, ele falará rapidamente sobre o interesse político em abrigar o evento esportivo.

Na seqüência, também seguido da exibição de um filme (agora com 9 minutos), será a vez de Curitiba ser defendida. Caberá à engenheira civil Susana Lins Affonso de Andrade, diretora de informações do Ippuc, a tarefa de falar sobre as condições de infra-estrutura do município.

Por fim, virá a comitiva atleticana. Além de um vídeo (possivelmente de 4 minutos), a equipe montada pelo presidente Mário Celso Pegtraglia preparou slides sobre as obras na Baixada.

Tendo o diretor de marketing Mauro Holzmann como um dos principais envolvidos nesse trabalho, o Atlético apresentará ainda o tão esperado modelo reduzido da nova Baixada. O desenho concluído da edificação jamais foi apresentado oficialmente.

"A maquete deve chegar no Rio por volta das 17 horas (de ontem)", confidenciou Mílton Karan, diretor técnico da Paraná Turismo e um dos responsáveis pela apresentação paranaense.

Logo após essa meia-hora de exibição (ilustrada com seis banners institucionais na parede, assim como existe a possibilidade de servir os presentes com cachaça de morretes e bala de banana), os representantes da Fifa ficam à vontade para sabatinar os envolvidos durante os outros 30 minutos.

Ontem à noite, estava agendado uma espécie de treino visando à prévia avaliação da empresa contratada pela CBF.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]