Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A seleção da Argentina passa por um dos piores momentos de sua história recente. Com três derrotas nas últimas quatro partidas das Eliminatórias, a equipe corre o risco de não ir para a Copa do Mundo de 2010.

Diante do atual cenário, a partida contra o Paraguai, em Assunção, na quarta-feira, ganhou ares de final. E os argentinos mostram otimismo, mesmo depois da derrota por 3 a 1 para o Brasil, em casa, no sábado.

"Vamos para o Paraguai com a mesma confiança de sempre", disse o treinador Diego Maradona. Uma derrota para os paraguaios pode derrubar a Argentina até para o sexto lugar, tirando os bicampeões do mundo não apenas da zona de classificação direta, como até mesmo da repescagem.

Os argentinos somam 22 pontos a três rodadas do fim das Eliminatórias. O Brasil lidera com 30 pontos e já tem vaga certa no Mundial. Chile e Paraguai têm 27, enquanto Colômbia e Equador somam 20. Uruguai e Venezuela, com 18, também estão na briga por uma das quatro vagas diretas, ou pelo quinto lugar, que leva a uma disputa contra o quarto colocado da Concacaf.

"Temos de levantar a cabeça rapidamente. No futebol não há muito tempo para se lamentar. Uma boa atuação contra o Paraguai só depende de nós mesmos. Temos de ter confiança no trabalho que está sendo feito", disse o veterano lateral Zanetti.

A Argentina não fica fora de uma Copa do Mundo desde 1970, quando esteve ausente no México. Depois da partida contra o Paraguai, a equipe campeã em 1978 e 1986 receberá o Peru no dia 10 de outubro, e enfrentará o Uruguai, fora de casa, no dia 13.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]