Camacho e Marco Ruben comemoram o gol de empate. | Albari Rosa/Gazeta do Povo - enviado especial
Camacho e Marco Ruben comemoram o gol de empate.| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo - enviado especial

Na altitude boliviana, o Athletico foi derrotado pelo Jorge Wilstermann por 3 a 2 nesta quarta-feira (24), em Cochabamba. Em um jogo muito movimentado — e com três pênaltis marcados pelo árbitro —, o Furacão sofreu o gol derradeiro aos 42 minutos do segundo tempo.

Apesar do revés, o Rubro-Negro está classificado à fase eliminatória da Libertadores. Graças ao empate entre Tolima e Boca Juniors, na Colômbia, no complemento da rodada. Os donos da casa chegaram a abrir 2 a 0, mas os argentinos empataram.

>> TABELA LIBERTADORES 2019: confira a classificação, resultados e próximos jogos

Assim, o grupo tem o Athletico, com 9 pontos, na liderança, e o Boca, com 8, na vice. O Furacão já está garantido, não pode mais ser alcançado por Tolima e Jorge Wilstermann, ambos com cinco pontos. Os argentinos ainda dependem da última rodada.

O duelo na Bombonera entre os dois, ocorrerá no dia 9/5. Com um empate, o Rubro-Negro garante a ponta. Na fase eliminatória, os confrontos serão conhecidos por sorteio. Os primeiros colocados pegam os segundos e têm a vantagem de decidir a segunda partida em casa.

Veja imagens do jogo de Albari Rosa, enviado especial:

Jogo movimentado

O Athletico começou bem o jogo, pressionando o Wilstermann, que se mostrava nervoso com marcação alta dos brasileiros. O argentino Marco Ruben, inclusive, desperdiçou uma ótima oportunidade de cabeça.

Aos poucos, no entanto, o jogo dos donos da casa começou a encaixar. Aos 22’, o brasileiro Serginho exigiu difícil defesa de Santos, que espalmou para escanteio. Após a cobrança, a bola sobrou para Pedriel arrematar com força para o gol.

O Furacão demorou um pouco para se achar novamente. Mas, aos 39’, Renan Lodi arriscou de longe e Ballavián desviou contra o próprio gol.

No segundo tempo, dois pênaltis em menos de dez minutos. Primeiro, Ortiz colocou o Wilster em vantagem, após a bola bater no braço de Jonathan. Não demorou muito para Renan Lodi ser derrubado na área. Na cobrança, Marco Ruben igualou novamente o placar em Cochabamba.

A partir deste momento, a partida continuou aberta, com chances para ambos os times. Os visitantes, no entanto, marcaram no campo de ataque e ficaram com a bola por mais tempo. E já ao final do jogo, marcaram de pênalti o gol da vitória.

Com o resultado, os donos da casa chegaram a 11 partidas sem perder em seus domínios, desde 2011, quando foram batidos pelo Internacional.

Confira a análise do jogo com Tiago Nunes e Nikão

Confira o lance a lance e a ficha técnica de Jorge Wilstermann x Athletico

***

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]