Ney Franco ainda está preocupado com o rebaixamento

Leia a matéria completa

Numa partida de baixo nível técnico, o Atlético somou um ponto muito importante para a seqüência do Brasileirão. Em Caxias do Sul, num gramado encharcado, o Atlético empatou em 0 a 0 com o Juventude, na noite desta sexta-feira (12). Com o resultado o Atlético subiu para 42 pontos.

O Juventude continua na penúltima posição com 31 pontos. Viáfara foi o herói do Atlético na partida, fez defesas importantes. A última com os pés, aos 46 minutos. Empate foi bom para o Atlético, que teve volume de jogo, mas sentiu muito a ausência do meia Ferreira, que está na seleção da Colômbia. Na próxima rodada o Atlético recebe o América-RN na Arena da Baixada.

Jogo pegado

O Juventude, desesperado na penúltima posição da tabela e precisando da vitória de qualquer forma, tentou tomar a iniciativa da partida. No entanto, a qualidade técnica comprovou porque o time tem apenas 30 pontos. Nervoso em campo e com pressa, o time gaúcho errava passes em demasia.

O Atlético, por sua vez, esperava o Juventude e tentava encaixar contragolpes. Os passes, porém, também não eram precisos e os goleiros pouco trabalho tiveram nos minutos iniciais. O gramado molhado foi o principal perigo para os arqueiros.

Viáfara sentiu de perto o campo "traiçoeiro". No primeiro ataque com perigo do time gaúcho, o experiente Fábio Baiano chutou de longe e a bola desviou na zaga. O goleiro atleticano conseguiu se recuperar no lance e espalmou a bola para o meio da área. O zagueiro Antonio Carlos completou o serviço e mandou o perigo para longe, aos 8 minutos.

Mesmo sem qualidade técnica, o Juventude sufocava a saída de bola do Atlético e criou muitas dificuldades para o Furacão que raramente chegou ao ataque durante os primeiros 20 minutos. O Rubro-Negro acordou quatro minutos depois.

Dinei apareceu com velocidade e chutou de fora da área. A bola passou perto da meta de Michel Alves. O Atlético foi para cima do Juventude e Rodolpho quase marcou de cabeça, após cobrança de escanteio. O goleiro gaúcho fez grande defesa. Dinei também teve uma boa cabeçada, que passou perto do gol adversário.

O Juventude levou perigo apenas nos chutes longos e o primeiro tempo foi muito fraco tecnicamente. O Atlético não sofreu grandes riscos em campo e esteve bem postado no gramado encharcado. A situação não mudou muito no segundo tempo.

O Juventude na base do desespero e o Atlético tentando envolver o adversário. Tudo isso mais na base da vontade do que na qualidade técnica.

Viáfara garante empate

Aos 24 minutos, William do Juventude perdeu um gol incrível. O atacante cabeceou sozinho, na pequena área e mandou pela linha de fundo, para desespero da torcida nas arquibancadas. Cinco minutos depois, Marcelo acertou uma bomba na trave direita de Viáfara. Chute foi forte de fora da área e o goleiro colombiano nem viu a cor da bola. Danilo pegou o rebote e afastou o perigo.

O Atlético também buscou a ataque nos minutos finais, mas a última grande chance foi do Juventude, aos 46 minutos. Bruno chutou na pequena área e Viáfara defendeu com os pés. Fim de jogo 0 a 0.

Confira os detalhes da partida

Veja como ficou a classificação do Brasileirão

Acompanhe os resultados da rodada e os próximos jogos do campeonato

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]