Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Antônio More/Gazeta do Povo
| Foto: Antônio More/Gazeta do Povo

Dirigentes de Atlético, Coritiba e Paraná se reuniram em plena segunda-feira de carnaval (27) com membros do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC). O Furacão foi representado pelo presidente do Conselho Deliberativo, Mario Celso Petraglia; o Coxa pelo presidente Rogério Bacellar; e o Tricolor por seu mandatário, Leonardo Oliveira.

LEIA MAIS: Atlético e Coritiba estão unidos pela Arena Atletiba, falta convencer as torcidas

Segundo a versão oficial, relatada pelo presidente do IPPUC, Reginaldo Reinert, o motivo do encontro foi apenas o de definir os parâmetros de construção de um novo estádio do Coxa na área do Couto Pereira, projeto já confirmado publicamente pelo clube. Furacão e Tricolor, por sua vez, teriam sido convidados somente para ficarem a par destas definições.

Ouça a posição do Ippuc

Carregando o áudio...

Ainda antes da reunião, no entanto, a reportagem apurou que um dos objetos discutidos teve maior magnitude: a possibilidade de coalizão entre o Trio de Ferro e o município para abater as dívidas do Atlético para a construção da Arena da Baixada. E, consequentemente, a viabilidade ou não de transformar a atual casa atleticana em uma praça esportiva para os três clubes.

LEIA MAIS: Saiba como a “Arena Atletiba” está sendo debatida nos bastidores

“Não houve essa conversa de arena única, em momento algum”, asseverou Reinert na sede do IPPUC, logo após o fim do encontro. “E posso adiantar para vocês que, na opinião do nosso prefeito [Rafael Greca], ele jamais endossaria isso pessoalmente. Falamos aqui apenas da unificação de padrões construtivos”, prossegue, citando tópicos de debate estritamente técnicos, como áreas de recuo, taxas de ocupação, altura máxima e fluxo viário.

Reinert explicou que o encontro foi marcado para o carnaval por um problema anterior de conciliação de agendas. “Como são os três clubes da capital e a conversa de estádio é necessidade de todos, achamos por bem colocarmos todos na mesa”, reforça.

Por outro lado, a ideia de uma arena única, descartada por Reinert, ganhou força recentemente nos bastidores de Atlético e Coritiba, no formato de uma “Arena Atletiba”. O tema vem sendo tratado por Petraglia, junto de dirigentes do Coritiba e políticos do estado.

Alceni Guerra, vice-presidente do Coxa, já confirmou a insistência de Petraglia no tema, assim como o ex-prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, envolvido na história por causa do crédito que o município tem por causa da construção da Baixada para a Copa do Mundo.

A proposta já estaria no papel, com o Coritiba vendendo o terreno do Couto e ficando com direito a metade da casa do Atlético. A ideia foi lançada por Petraglia ainda em 2009 e historicamente encontra resistência de setores influentes no Alto da Glória e na Baixada.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]