i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
calendário

Atlético articula o retorno da Copa Sul-Minas

  • PorDaniel Malucelli
  • 13/12/2017 10:29
 | /
| Foto: /

O presidente do conselho deliberativo do Atlético , Mario Celso Petraglia, revelou que o clube trabalha nos bastidores para resgatar a Copa Sul-Minas em 2019.

>> Ranking histórico do futebol paranaense coloca o Atlético no topo pela 1ª vez

O extinto torneio regional teve três edições, sendo a última delas em 2002, e reunia equipes dos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais.

“Estamos querendo voltar em 2019 com a Sul-Minas. [Será possível] porque não terá nem Flamengo nem Fluminense”, revelou Petraglia em entrevista à rádio Transamérica.

>> Leonardo é o plano B para o comando técnico do Atlético

O intuito atleticano segue o mesmo quando o Rubro-Negro, ao lado do Coritiba, foi um dos idealizadores da Copa da Primeira Liga. A competição surgiu para competir com torneios organizados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pelas federações afiliadas, como o Brasileirão e os Estaduais.

Entretanto, por não concordar com as cotas de televisão negociadas, a dupla Atletiba abandonou a Primeira Liga depois de apenas uma participação.

“Nos retiramos da Primeira Liga porque ela foi utilizada por mineiros, gaúchos e cariocas para dobrar os valores [de cotas de televisão] nos Estaduais. No Rio de Janeiro, a cota passou de R$ 35 milhões para R$ 120 milhões no Campeonato Carioca”, criticou Petraglia.

>> Pacotão de dispensas: Lucho e mais quatro jogadores deixam o Atlético

Já sobre a negociação para a transmissão do Paranaense, Petraglia retificou a posição atleticana e afirmou que os jogos do rubro-negro não serão televisionados.

“FPF e Globo fecharam um contrato por R$ 4 milhões para 10 clubes. A título de comparação, a Ponte Preta recebe R$ 5 milhões no Paulistão. Eles compraram por dois anos os direitos. E Atlético e Coritiba estão fora do acordo [para 2018]”, finalizou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.