Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Jonathan está no departamento médico do Atlético | Daniel Caron/Gazeta do Povo
Jonathan está no departamento médico do Atlético| Foto: Daniel Caron/Gazeta do Povo

No Atlético, Jonathan não superou o histórico de lesões que assombra a carreira do lateral-direito. Nesta temporada, o jogador de 31 anos já desfalcou o Furacão em momentos decisivos e continua sofrendo com recorrentes problemas musculares. A última contusão foi registrada diante do Bahia, pela 20.ª rodada do Brasileirão. Ele deve seguir fora do time no duelo contra o Flamengo, domingo (27), às 16h, na Ilha do Urubu.

Esta é a terceira vez que o atleta vai para o departamento médico rubro-negro. Ele também foi preservado em alguns jogos por desgaste físico. Neste ano, ele participou de 29 dos 54 jogos do clube, sendo substituído em seis ocasiões.

LEIA TAMBÉM: No acerto com a prefeitura, Atlético apela para fracasso das arenas no pós-Copa

Um dos principais jogadores atleticanos quando atua, Jonathan começou a enfrentar sua sina no jogo de ida da semifinal do Paranaense, contra o Londrina, em abril. Ele ficou um mês afastado dos gramados e perdeu as finais do Estadual. O Furacão perdeu o título para o rival Coritiba, com direito a derrota por 3 a 0 em plena Arena da Baixada.

Outro duelo de extrema relevância para o Furacão foi o primeiro confronto das oitavas de final da Libertadores, diante do Santos. Cotado para iniciar, Jonathan foi retirado da lista inicial minutos antes da partida com dores musculares. O inexperiente Cascardo teve que ser escalado e não segurou o atacante Bruno Henrique, que deitou e rolou na vitória por 3 a 2 do Peixe na Vila Capanema. O placar foi determinante para a posterior eliminação rubro-negra.

TABELA: veja como está a classificação da Série A do Brasileiro

Em sua conta no Instagram, o jogador agradeceu o apoio da torcida e prometeu breve retorno depois de mais uma lesão.“Gostaria de agradecer a todos os torcedores que mostraram preocupação com a minha substituição na última partida, contra o Bahia. Eu estou bem, graças a Deus não é nada grave. O objetivo agora é dedicação máxima para me recuperar o mais rápido possível e voltar logo para ajudar a nossa equipe a manter força máxima até o final”, postou nas redes sociais.

Lesões não são novidade na carreira

Os problemas físicos de Jonathan vêm de longa data. Desde os tempos de Cruzeiro, quando o jogador despontou para o futebol, as lesões na coxa esquerda o atrapalham. No Santos, em 2011, o lateral também sofreu com as contusões musculares – foram três em apenas três meses – que encurtaram sua passagem pela Vila Belmiro.

Negociado com a Internazionale de Milão, Jonathan enfrentou a mais grave lesão da carreira, em julho de 2014, no joelho esquerdo. Por erro de avaliação médica do clube italiano, o lateral foi operado somente oito meses depois de se machucar, o que agravou ainda mais a situação física. Os médicos da Inter foram acusados de negligência pelo atleta que, sem clima, acertou sua saída para jogar no Fluminense em setembro de 2015.

O começo nas Laranjeiras também foi árduo, pelo tempo que esteve parado e pela recuperação física. Em 2016, Jonathan conseguiu ter uma sequência de jogos, a maioria deles no Campeonato Carioca. Mas quando o calendário apertou, ele começou a apresentar problemas musculares e foi afastado pelo técnico Levir Culpi em julho. O lateral negou os problemas físicos afirmou ter sido “injustiçado” na equipe carioca.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]