Já que o São Paulo passeou nesse sábado e disparou na liderança do Brasileirão, o Cruzeiro tratou de encurtar o caminho com uma resposta convincente. Contra o Palmeiras, no Mineirão, a Raposa não tomou conhecimento do adversário, venceu por 5 a 0 e se manteve na vice-liderança, com 42 pontos. Para o Verdão, a 23ª rodada não foi nada produtiva. A equipe permanece com 36 pontos, fora do G4.

Na próxima rodada, o Cruzeiro, dono do melhor ataque da competição com 54 gols, encara o Juventude, na quarta-feira, em Caxias do Sul. No dia seguinte, o Palmeiras vai ao Maracanã para enfrentar o Botafogo.

Blitz

Com a postura de um time que está firme na briga pelo título, o Cruzeiro partiu com tudo para o ataque na tentativa de resolver a parada logo no início. Com variações de jogadas, a equipe conseguiu assustar o goleiro Diego Cavalieri com dois chutes venenosos de Charles. Da arquibancada, o técnico Dorival Júnior, punido pelo STJD com 120 dias de suspensão por ter invadido o gramado na partida contra o Botafogo, acompanhou o bom começo da Raposa. No campo, o auxiliar Ivan Izzo orientava os jogadores.

Que furada!

O Verdão até conseguiu se organizar melhor, mas mostrava problemas para equilibrar o duelo no meio-de-campo. Aos 9, um grande susto. Maicosuel avançou pela ponta direita do ataque, cruzou no pé de Marcelo Moreno, mas o atacante furou na hora do chute. Aos 15, Alecsandro recebeu cruzamento na área e deu uma cabeçada esquisita para longe do gol.

Olha o Verdão!

A partir dos 18, os melhores momentos dos visitantes. Martinez chutou de fora da área e Fábio fez uma defesa difícil. Aos 20, após cobrança de escanteio, o zagueiro Gustavo subiu muito e acertou o travessão cruzeirense com uma cabeçada violenta.

No momento em que o Palmeiras equilibrava o jogo e pressionava o Cruzeiro, o técnico Caio Júnior sofreu uma baixa. Aos 23, o volante Pierre, que já tinha cartão amarelo, desarmou Ramires com um carrinho na bola, mas acabou expulso por Wilson Souza de Mendonça.

Raposa na frente

Já sem o seu maior ladrão de bolas em campo, o Alviverde acusou o golpe e sofreu o primeiro gol. Aos 25, o artilheiro Alecsandro lançou Marcelo Moreno na área e o atacante encobriu Diego Cavalieri com um bonito toque. Filho de brasileiro com boliviana, Moreno foi convocado pela seleção da Bolívia, que disputa amistoso contra o Peru no dia 12 de setembro.

Aos 40, Alecsandro apareceu novamente para servir um companheiro. Com um belo toque de primeira, ele deixou o meia Wagner na cara do gol para ampliar o placar. O camisa 10 só teve o trabalho de tocar na saída do goleirão palmeirense. O gol animou a galera azul e a primeira etapa terminou aos gritos de olé no Mineirão.

Ele está demais!

A segunda etapa começou e logo deu para perceber que a vantagem numérica deixaria tudo mais fácil para os mineiros. Aos 10, brilhou a estrela de Marcelo Moreno mais uma vez. Ele recebeu passe perfeito de Ramires na área e só teve o trabalho de deslocar Diego Cavalieri. Segundo dele no jogo e muita comemoração.

Virou goleada!

Jogando fácil, o Cruzeiro ampliou o placar. Em cobrança de escanteio, o zagueiro Thiago Martinelli subiu na área e fez de cabeça, aos 24. A partir daí, os donos da casa começaram a perder seguidas chances de gol. O lance mais bonito do jogo estava guardado para o fim. Aos 40, Maicosuel soltou uma bomba de fora da área e acertou na gaveta. Golaço e um domingo de alegria para a metade azul de Minas Gerais!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]