A novela envolvendo o futuro do meia argentino Riquelme continua. Com uma proposta do Palmeiras em mãos, o jogador teve uma reunião na noite de quarta-feira com o presidente do Boca Juniors, Daniel Angelici, e com o novo técnico da equipe, Carlos Bianchi, e saiu animado com a possibilidade de permanecer no clube de Buenos Aires. Mas sua principal exigência não foi aceita.

Riquelme pediu para renovar seu contrato até o fim de 2015, exatamente quando acaba o compromisso recém-assinado por Bianchi com o clube. Mas Angelici avisou na noite desta quinta-feira que não aceitou o pedido do jogador. O curioso, entretanto, é que o atual vínculo do veterano meia de 34 anos com o Boca acaba em junho de 2014 - apesar disso, ele está sem jogar desde julho.

A ideia do presidente é que Riquelme cumpra seu contrato atual e se estiver bem no ano que vem, possa renovar até 2015, como deseja. Apesar desse impasse, a tendência é que o jogador permaneça na Argentina. A diretoria do Boca espera acertar os detalhes até o dia 5 de janeiro de 2013, data que o elenco se reapresenta. Enquanto isso, o Palmeiras fica esperando uma resposta.

Astro do futebol sul-americano, Riquelme está sem jogar desde julho, quando defendeu o Boca na derrota para o Corinthians na final da Libertadores. Depois disso, ele deixou o clube, dizendo estar sem motivação, e pensou até em encerrar a carreira. Mas resolveu continuar, o que atraiu o interesse do Palmeiras. Agora porém, a volta de Bianchi deve fazer com que fique na Bombonera.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]